Colunistas

Lula poderá concorrer nas próximas eleições?

Esta é a pergunta que muitos estão se fazendo


Começo de conversa
Gre-Nal antecipado
O Gre-Nal do dia 11 de março foi antecipado para ontem à tarde na Assembleia Legislativa. As galerias do plenário ficaram tomadas por torcidas organizadas e acaloradas. No plenário, uma correria de deputados que deixavam as poltronas para atacar na tribuna.
O objetivo era votar, mas o exercício da retórica arrastou o jogo. Ficou a impressão de que os parlamentares da oposição queriam se manter fiéis a uma das leis de Murphy: tudo leva mais tempo do que todo o tempo que você tem disponível.


Coleção de absurdos

Grande parte das 35 siglas registradas no Tribunal Superior Eleitoral não tem base doutrinária e se transforma em balcão de negociações. Os nanicos, ao se coligarem com partidos maiores, apostam que ganharão migalhas do poder. Circunstância que deprecia a credibilidade e leva a males insanáveis.


Para onde vai o Lulismo?

Recente pesquisa em âmbito nacional revela que o PT ganhou eleitores em cidades menores, especialmente no Norte e Nordeste. Também, perdeu apoio nos grandes centros urbanos. Exemplo: no Rio de Janeiro, perdeu 17,4 pontos entre 2002 e 2014. Entre as 20 cidades onde o PT mais perdeu votos, 13 são de Santa Catarina. A maior perda foi em Urussanga. A pesquisa levou em conta eleição de Lula e Dilma.


Lula poderá concorrer nas próximas eleições?

A Lei da Ficha Limpa impede alguém, com condenação por órgão colegiado, como, por exemplo, no Tribunal Regional Federal, de concorrer a cargo público.
Todavia, ainda que mantida a condenação TRF4, o ex-presidente, assim como qualquer réu, tem o direito de registrar a candidatura, podendo, enquanto não julgado o registro pelo TSE, até mesmo fazer campanha, ficando, enquanto isso, a candidatura sub judice. Além disso, se eventualmente cassada a candidatura pelo TSE, há a possibilidade de recurso para o STJ e STF, com pedido de liminar para efeito suspensivo da inelegibilidade. Colaboração do professor Dr. Nidal Ahmad.


Duas perguntas para Mauro Edson Santana Castro, mais conhecido como Mauro TáxiTramas.

1) O que levou o "taxista" a escrever?
Comecei a escrever a convite do editor do jornal Diário Gaúcho, em 2003. Acabei mantendo a coluna semanal por 12 anos. O blog, os quatro livros, redes sociais e série de tevê (em breve) são consequências da coluna no Jornal.

2) Quantos livros publicados e quais são os temas e ou assuntos principais?
O tema dos livros, coluna, série, blog, redes sociais... Enfim, o tema é um só: Tudo que rola entre as quatro portas de um táxi.


Troca-troca

A janela para deputados estaduais e federais migrarem de partido sem a perda do mandato será aberta entre 7 de março e 7 de abril deste ano. A dança é resultado de um sistema extremamente permissivo, que não estabelece vínculos verdadeiros de filiação. Suas excelências entram por uma porta e saem por outra sem qualquer cerimônia.


Vexame
A última da "ministra que ainda não é" foi o vídeo liberado por ela mesma via redes sociais. Cristiane Brasil não precisava apelar tanto!


"Quem tem ética têm amigos e quem não tem ética tem cúmplices!"
, Étienne de La Boétie.

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...