Colunistas

A corda e o pescoço

Paulo Gregory Advogado


Sabe aquela sensação de teoria da conspiração? Pois é! Às vezes me ocorre, por exemplo: o chefão avisa! Vendam as ações que amanhã vou xingar alguém e demitir mais um comunistinha. Vendam porque o mercado vai reagir e a bolsa vai cair.

Depois de amanhã, comprem na baixa e esperem o próximo episódio. Esta é a lógica do mercado, fora a minha sensação de conspiração.Sabe aquela sensação de teoria da conspiração? Pois é! Às vezes me ocorre, por exemplo: o chefão avisa! Vendam as ações que amanhã vou xingar alguém e demitir mais um comunistinha. Vendam porque o mercado vai reagir e a bolsa vai cair. Depois de amanhã, comprem na baixa e esperem o próximo episódio.

Esta é a lógica do mercado, fora a minha sensação de conspiração.O mercado, senhor deste aí do lado, produz o que exatamente? Um bando de paranoicos comprando e vendendo papel para engordar a conta de alguém, mas não contribui com o Produto Interno Bruno (PIB). Sei, as empresas se capitalizam nas operações, porém, contrário senso também. Voltemos à vaca fria! Além de xingar comunista, demitir ou mandar que peçam demissão, fazendo o mercado recorrer a fluoxetina, o quê exatamente fez o governo nestes seis meses? Um decreto para pegar em armas que ainda não passou pelo crivo do judiciário e do próprio

Legislativo e o quê mais? A tal de reforma dá um passo pra frente e outro pra trás, tal como o próprio governo. As previsões de crescimento, a cada semana crescem como rabo de matungo, sempre para baixo. Os índices de desemprego não diminuíram muito, embora a bolsa tenha atingido mais de 90 mil pontos. Já sei! Isto tudo é culpa dos comunistas que antecederam. Pois então! Os comunistas já saíram de cena há mais de dois anos e os da livre iniciativa começaram a governar com aquele que vai jogar xadrez com o comunista. Os salvadores da pátria estão há seis meses brincando de forca conosco.

Eles entram com a corda e nós com o pescoço. Infelizmente, e o "infelizmente" é sincero, não se vê perspectiva em nada. Não me venham com argumento que depois da reforma tudo vai andar. O resultado da reforma é para daqui a dez anos e não é passe de mágica. Aliás, não há nada de magia em aumentar a idade, cortar uns trocos dos velhos doentes, parcelar o mínimo dos colonos, etc. Os "grandões" vão continuar intocáveis. Por fim, qual é o próximo risquinho que o governo vai fazer neste jogo de forca? Quando é que o Guedão vai apresentar um plano para o desenvolvimento, emprego e combate a miséria? Afinal, será que a única coisa que sabe fazer e discursar, é a reforma? Será que já não é hora de parar de brincar de pega-pega?

Boa semana!O abraço vai para Adauto de Azevedo, para quem eu batia palma da arquibancada quando era gurizote.


Paulo Gregory

Comments

SEE ALSO ...