Economia

Após quatro anos em queda, indústria automotiva cresce em 2017

Depois da recessão, indústria de automóveis produz e cresce diante da retomada da economia brasileira

Créditos: Governo do Brasil
- Agência Brasil/arquivo

Brasil - Com o fim da recessão e a melhora no ambiente econômico, a indústria automotiva brasileira voltou a crescer após quatro anos de queda. Em 2017, a produção de automóveis avançou 25,2% com um crescimento de 9,2% nas vendas totais do setor.

Divulgados nesta sexta-feira (5) pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), os dados evidenciam a melhora do cenário e confiança das empresas em relação à economia brasileira.

No Brasil, foram produzidos 2,7 milhões de veículos. As vendas internas somaram pouco mais de 2,240 milhões de unidades - número que superou as estimativas da própria entidade, que é quem representa as montadoras no País.

O resultado vem em decorrência de condições econômicas melhores registradas no Brasil desde a adoção das reformas econômicas. Com a inflação e juros em queda, segurança jurídica e maior acesso ao crédito, as famílias consomem mais e as empresas ficam mais confiantes, aumentando sua produção.

Exportações
Esse cenário também foi observado pelos parceiros comerciais do Brasil. Isso porque, em 2017, a indústria automotiva bateu recorde nas exportações. No ano, foram vendidas 762 mil unidades de veículos ao exterior, um aumento de 46,5% na comparação com o ano anterior.

Mais uma vez, esse número superou até mesmo a estimativa oficial da Anfavea. Anteriormente, a previsão é que as exportações marcassem 745 mil veículos.

2018
Para este ano, o cenário continua animador. Segundo a Anfavea, a previsão é que a produção cresça 13,2% na comparação com o ano passado, atingindo a marca de 3,055 milhões de veículos montados.

No âmbito das vendas, a expectativa é de um crescimento de 11,7%, com 2,502 milhões de unidades. No campo das exportações, a estimativa aponta para um novo recorde: 800 mil veículos vendidos a outros países.

Comentários

VEJA TAMBÉM...