Economia

Cervejeiros querem incluir vales em roteiro

No próximo dia 17 haverá encontro em Estrela com entidades regionais e associações

Créditos: Redação
REUNIÃO: Representantes da Acerva, Amturvales com o prefeito em exercício Valmor Griebeler e o presidente do Legislativo, Marco Wermann - Bruna Nunes Braun/divulgação

Estrela - O prefeito em exercício de Estrela, Valmor Griebeler, recebeu em seu gabinete, na tarde da última sexta-feira, representantes da diretoria da Associação dos Cervejeiros Artesanais de Estrela (Acerva) e da Associação dos Municípios de Turismo do Vale do Taquari (Amturvales). Eles sugeriram a realização de um movimento para incluir os vales do Taquari e Rio Pardo na Rota das Cervejarias Artesanais do Estado ou até mesmo criar um roteiro abrangendo as duas regiões.

Já no próximo dia 17 de janeiro, às 14h, na Câmara de Vereadores, com apoio do gabinete do deputado estadual Maurício Dziedricki, vai ocorrer um evento com a participação de entidades regionais e associações ou similares que congregam as cervejarias artesanais dos vales. "Nosso objetivo é fomentar o turismo e a economia dos municípios e destacar a importância da cultura da cerveja artesanal nestas duas regiões", ressalta o prefeito em exercício de Estrela.

O presidente do Legislativo, vereador Marco Wermann, que também participou do encontro, lembra que Estrela é "berço" da Polar - indústria que impulsionou seu desenvolvimento econômico - e que não só a cidade, mas os dois vales, que querem buscar este reconhecimento. Ele cita, ainda, eventos como o Festival do Chucrute, realizado em Estrela, e a Oktoberfest, de Santa Cruz do Sul, tradicionais festas típicas alemãs que remetem à produção da bebida. "Além disso, a Univates, em Lajeado, realiza um curso de cervejeiros, formando, em média, três turmas por ano", acrescenta.

A tradição da bebida é celebrada em eventos regionais. Em Estrela ocorre Festival de Inverno de Cerveja Artesanal, que em 2018 terá sua quarta edição; Lajeado realiza o Festival da Ratzbier e em Santa Cruz do Sul o Festival da Cerveja Artesanal, entre outros.

O Rio Grande do Sul é o estado brasileiro com o maior número de microcervejarias. São 144 empresas que produzem cervejas artesanais em terras gaúchas, representando mais de 20% do total de fábricas no país, onde o número total é de 675.

Estado criou Região das Cervejarias Artesanais, em 4 de janeiro
O consumo da diversificada produção cervejeira artesanal, que já deixou de ser uma mera tendência de mercado no Brasil, é tido como uma oportunidade para o desenvolvimento econômico e turístico de municípios gaúchos. O governador José Ivo Sartori reconheceu o potencial em expansão e sancionou o Projeto de Lei 38/2016, aprovado por unanimidade pelos deputados estaduais, em dezembro passado, que cria a Região das Cervejarias Artesanais no estado. A sanção do governador ocorreu no dia 4 de janeiro, em Porto Alegre.

Do preparo do malte de cevada e da adição de água e lúpulo à fermentação, maturação, filtragem e envase, a produção de cervejas gaúchas teve início no século 19 em áreas de colonização germânica. A lei sancionada deve integrar 22 municípios, contemplando a região turística da Rota Romântica e outras localidades interessadas culturalmente.

No ato realizado no Galpão Crioulo, no Palácio Piratini, o governador Sartori destacou a posição do Rio Grande do Sul como o segundo no ranking de cervejarias do Ministério da Agricultura, perdendo apenas para São Paulo. "A intenção é fortalecer o turismo, gerar emprego e renda, e valorizar a produção gaúcha nesse segmento. O nosso papel é sempre apoiar quem trabalha, produz e contribui para o desenvolvimento regional", disse. "Vivemos um momento de travessia e precisamos cada vez mais de união para que possamos, todos juntos, trabalhar e construir o futuro que queremos", lembrou o governador.

O secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Tarcísio Minetto, afirmou que valorizar a cerveja artesanal gaúcha é fundamental. "A secretaria alinha isso ao turismo e à gastronomia, e dinamiza a questão da economia local e regional", falou.

O deputado Elton Weber, autor do projeto, destaca que a lei colabora com a tradição da produção cervejeira no RS. "É um apoio que queremos dar a tudo o que está sendo feito, a todas as pessoas envolvidas em uma tendência que a cada ano cresce com iniciativas comunitárias e mantém a cultura e a tradição dos pais e avós. Esperamos, no futuro, poder colher bons frutos", explicou.

Municípios incluídos na Rota
Os municípios que farão parte da nova rota são São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Ivoti, Dois Irmãos, Morro Reuter, Santa Maria do Herval, Presidente Lucena, Linha Nova, Picada Café, Nova Petrópolis, Gramado, Canela, São Francisco de Paula, Alto Feliz, Campo Bom, Feliz, Igrejinha, São Vendelino, Sapiranga, Três Coroas e Vale Real.

Comentários

VEJA TAMBÉM...