Economia

Cesta básica ficou 3,06% mais barata em janeiro em comparação a dezembro

Dos 34 produtos pesquisados, 22 apresentaram preços menores com relação ao mês anterior

Créditos: Jean Peixoto
REDUÇÃO: quilo da cebola apresentou queda de 8,69% com relação a dezembro - Lidiane Mallmann

Lajeado - No mês de janeiro, o valor da cesta básica em Lajeado apresentou uma redução de 3,06% com relação à pesquisa anterior, realizada em dezembro de 2018. A média de preços, que estava em R$ 237,04 no último mês do ano passado, caiu para R$ 229,78. A baixa contraria o ritmo de reajustes que vinha ocorrendo nos meses anteriores, com 3,49% em novembro e 0,15% em dezembro.


Dos 34 produtos pesquisados, 22 apresentaram preços menores, dois mantiveram o mesmo valor e dez tiveram aumento em comparação a dezembro. O setor de hortifrutigranjeiros foi o que apresentou a maior queda, com redução média de 15,88%. Os produtos com redução mais expressiva foram ovos de granja (-32,93%), leite UHT litro (-19,93%) e a cebola (-8,69%).


No setor de mercearia, a baixa média foi de 0,42%, com destaque para a massa com ovos de 500g (-13,63%) e o açúcar refinado (-9,84%). Em contrapartida, o extrato de tomate teve aumento de 8,21% e o café moído de 500g sofreu reajuste de 5,26%. O óleo de soja apresentou redução média de 4,67%, contrariando o movimento dos meses anteriores, em que teve aumentos de 4,89% em dezembro e 3,27% em novembro.


O setor de limpeza e higiene também apresentou queda, passando de R$ 49,37 em dezembro para R$ 47,16 em janeiro, o que representa uma diminuição de 4,47%. O sabão em pó, que em dezembro custava, em média, R$ 10,46, teve redução de 7,93%, passando a R$ 9,63. O papel higiênico, com quatro unidades, também ficou mais barato, com preço médio de R$ 5,99, uma baixa de 6,25% com relação ao mês anterior, quando custava R$ 6,39. Apesar da queda, alguns produtos de limpeza também apresentaram alta. O detergente líquido (500ml) foi o maior impactado pelo reajuste, com aumento de 15,24%, seguido do alvejante (litro), com 11,85%.


Na contramão dos demais setores, a carne teve o maior registro de aumento de preços em janeiro, com reajuste de 0,33%. O corte mais afetado foi a paleta bovina, que aumentou 30,92%, em média, passando de R$ 11,19 em dezembro para R$ 14,65 em janeiro. Em compensação, o quilo do coxão de dentro teve redução de 12,5%, ficando com preço médio de R$ 24,49. Já o frango se manteve nos mesmos R$ 6,92 pesquisados no final de 2018.

 

Saiba Mais

A pesquisa da cesta básica de O Informativo do Vale é realizada mensalmente e avalia o desempenho do custo de itens de alimentação, higiene e limpeza. A pesquisa é feita em três lojas de redes de supermercado regional. O levantamento deste mês foi feito na quarta-feira (30), e não considera ofertas de ocasião. As marcas pesquisadas são sempre as mesmas, líderes de mercado em seus segmentos.

Comentários

VEJA TAMBÉM...