Economia

Contrato histórico para município foi assinado em Taquari, ontem

Acordo entre o município e a Zanc promete centenas de vagas à cidade e desenvolvimento econômico

Créditos: Lucas George Wendt
PROGRESSO: na foto, sócio-diretor da Zanc, César Fagundes Medeiros, assina documentos de parceria comemorada pelas autoridades com um dos episódios mais importantes das últimas décadas em Taquari - Lidiane Mallmann

Taquari - A expectativa e o otimismo eram quase palpáveis na Sala das Sessões da Câmara de Vereadores do município na tarde de ontem (4). "Algo que vai transformar a vida da cidade", declarou o prefeito Emanuel Hassen de Jesus, o Maneco, no início do seu pronunciamento, durante o evento de assinatura do contrato e da ordem de início das obras para a instalação da Zanc em Taquari. "É uma revolução para a cidade", emendou o administrador.

Taquari é a cidade-mãe do Vale. A partir do município aconteceram as emancipações que tornaram o Vale uma região desenvolvida economicamente, e rica em recursos. O passar do tempo, no entanto, fez a cidade amargar períodos de pouca expectativa de crescimento e, como consequência, de geração de emprego.

Maneco lembrou que a última grande empresa que se instalou na cidade veio em 1999 - há quase 20 anos. O projeto de instalação da Zanc no município contraria a realidade vivida até o momento, e anima. "Até o final de 2018 esperamos empregar 400 pessoas", comemora o prefeito.

Discursando, Maneco foi um dos que se emocionou durante o evento. "O povo daqui é trabalhador", disse - e foi aplaudido pelo público, que lotou o miniauditório da sede do legislativo na cidade. "Estamos fazendo algo para o futuro do município", disse Maneco. "Ainda não conseguimos dimensionar os impactos econômicos para Taquari", finaliza.

Desafios para Taquari
Gerar emprego em Taquari é um desafio de décadas, compartilhado pelas gestões do município há, pelo menos, três delas. Ao enaltecer a presença de um empreendimento do porte da Zanc - que fechará a matriz em Porto Alegre para instalar a sede em Taquari -, empregando diretamente 400 pessoas num primeiro momento, o prefeito lembra que a maioria das grandes empresas do município dificilmente suplanta as duas dezenas de empregados.

O número real de postos de emprego a partir da abertura da empresa na cidade pode chegar a 800, somando os empregos indiretos, criados no comércio, por exemplo.

A assinatura de ontem foi entendida como um dos grandes anúncios da história de Taquari, de população estimada em cerca de 27 mil pessoas. A perspectiva inicial de contratação da empresa - entre 400 e 600 pessoas representa cerca de 2% da população de Taquari. Há a projeção de que pessoas de municípios vizinhos passem a circular na cidade, investindo ali e gerando movimentação financeira.

A transferência da sede da Zanc para o município conferirá à cidade dinâmicas diferentes, na avaliação do prefeito Maneco. E também na opinião da gestão da empresa. César Fagundes Medeiros, um dos sócios-diretores da Zanc, comenta que a instalação da organização em Taquari é, também, um divisor de águas para a própria Zanc.

Com a decisão da mudança, ele revela: "estávamos apreensivos sobre a mão de obra". A reticência inicial, no entanto, após visitas e o contato com a cidade desenvolvido ao longo dos últimos dois anos deu lugar à expectativa positiva que disse sentir à equipe de reportagem do jornal O Informativo do Vale ontem.

As centenas de novos postos de trabalho, fluxo econômico e circulação de pessoas terão de ser absorvidas por Taquari e pela região. Essa movimentação inicial direta com a vinda da empresa, e depois os desdobramentos no longo prazo, muito além da geração de emprego na cidade, vão fomentar o comércio, que precisará se preparar.

Para o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Taquari, Maicon Costa, "a comunidade ainda não se deu conta da importância da instalação da empresa na cidade." Estima-se que, apenas com o média dos salários entregues aos funcionários, quando a empresa estiver operando integralmente, cerca R$ 780 mil sejam injetados na economia locorregional mensalmente.

Isso exigirá de Taquari muito trabalho - para estruturar a cadeia de serviços e o comércio, com vistas a atender a nova demanda - e em pouco tempo. "A cidade vai ter que se preparar", avalia Costa.

A Zanc contará com a ajuda da CDL do município para a o desenvolvimento da capacitação aos interessados em ocupar as vagas abertas no futuro. O chamamento aos interessados deverá ser iniciado em breve.

Saiba mais
A Zanc oferece às empresas serviços de cobrança e operações de vendas. Além do RS, opera também em São Paulo, capital, com uma filial. Em Taquari, a companhia será instalada junto ao antigo Seminário Seráfico São Francisco de Assis - um prédio histórico no Bairro Praia cedido anteriormente ao Instituto de Pesquisa em Educação e Desenvolvimento no Cooperativismo (Idesc), que o ocupou por uma década. O imóvel foi devolvido ao município no fim de 2016. A empresa existe há 40 anos e emprega mais de dois mil funcionários no país.

Os termos do contrato
A empreitada seguinte, a partir dos documentos formalmente assinados ontem, é a revitalização e remodelação arquitetônica do Seminário Seráfico, que será adaptado às demandas da empresa de operação de cobranças, com previsão de início de atividades em Taquari ainda em 2018.

O acordo entre município e a empresa garante que o primeiro ofereça um local para a instalação da organização e o segundo é responsável pela contratação de mão de obra da cidade e da região e pelo treinamento das equipes que passarão a atuar.

O município ainda deve receber 2% de retorno do Imposto Sobre Serviço (ISS), uma vez que o acordo não prevê a isenção de impostos.

A reforma do edifício ficará sob responsabilidade da Prefeitura, que gerenciou a demanda a partir da contratação de uma empresa via licitação.

Enquanto as obras no Seminário Seráfico acontecem, os treinamentos aos possíveis funcionários devem ser encaminhados para que, no dia seguinte à entrega da obra pela empresa contratada, as operações da Zanc no novo endereço já sejam integralizadas.

Comentários

VEJA TAMBÉM...