Esporte

Mais um passo na Ponte

Lajeadense Gonzalo Fornari busca a profissionalização no futebol de São Paulo

Créditos: Da Redação
FÍSICO: Fornari aproveita altura para levar vantagem nas jogadas aéreas

Lajeado -  No manual do futebol, centroavante bom é centroavante alto e trombador. Com essas características, o lajeadense Gonzalo Fornari tenta dar os primeiros passos para ser profissional, em São Paulo. O jogador da Ponte Preta, de Campinas, no interior paulista, deixou o Lajeadense em 2018, após ser descoberto por um empresário, e teve que sair às pressas do Vale para se preparar para a disputa da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Com 1,97 metros de altura, ele conta que sua principal característica é a bola aérea. "Até pelo meu tamanho, as jogadas por cima são boas pra mim. Gosto de jogar mais enfiado, trombando com os zagueiros."

Depois de passar a primeira fase da Copinha, a Ponte Preta acabou sendo eliminada para o São José/RS, nos pênaltis, no entanto, Fornari diz que foi uma boa oportunidade de ganhar rodagem. "Foi uma experiência muito boa, conhecem-se muitos atletas e profissionais de todo o Brasil. Além de ser o maior campeonato no país envolvendo as categorias de base. Uma experiência única".

Saída do Lajeadense

No Alviazul desde os 16 anos, o centroavante foi descoberto pelo empresário Fernando Otto, que o viu jogando e fez o convite para se transferir para a Ponte Preta. "O Fernando Otto me viu e chamou meu pai para me levar para a Ponte, pois estavam procurando um jogador para atuar na posição em que eu jogo. Em menos de três dias tive que me decidir, pois deveria me apresentar a tempo de poder treinar e jogar a Copa São Paulo", explica Fornari.

O tempo que passou no clube de Lajeado serviu para desenvolver seu futebol e, segundo ele, também para crescer como pessoa e profissional na profissão. "A equipe sempre se esforçou, com a ajuda da diretoria, para fazer o seu melhor, mesmo com as dificuldades de patrocínios e incentivos que tínhamos. Tenho grandes amizades que nasceram ali e continuam firmes. Aprendi muito com todos colegas atletas, treinadores e diretoria".

Gonzalo Fornari na Ponte Preta

Em Campinas desde setembro, quando assinou contrato com a Ponte Preta, o centroavante explica que a ida para São Paulo foi uma ótima opção para o seu crescimento profissional, pois o clube tem excelentes condições de ajudá-lo na transição para a equipe principal. "A Ponte Preta é um dos grandes clubes de São Paulo. Tem uma ótima estrutura para os jogadores e me acolheram na base em um alojamento dentro do Moisés Lucarelli, que é a nossa casa", diz. Ele ainda diz que a cidade o acolheu de uma forma que não imaginava, o que vem ajudando muito na adaptação. "Campinas é uma cidade grande, mas parece interiorana. É bonita e organizada. O clube e seu estádio ficam muito bem localizados. Estou gostando muito daqui". 

Objetivos no futuro

Mesmo sem ter referências no futebol, o lajeadense Gonzalo Fornari, que nas horas vagas tem como passatempo o futevôlei e os momentos com a família, gosta da personalidade do atacante sueco Ibrahimovic. "Vejo o Ibra e os atos dele dentro e fora de campo, é algo que acompanho. Tenho o objetivo de me destacar e poder jogar os melhores campeonatos profissionais, e quem sabe, ser reconhecido nacionalmente", enfatiza.

Comentários

VEJA TAMBÉM...