Esporte

Papai Noel dá largada para carreira de Iago

Garoto ganha uma moto 50 cilindradas de Natal como incentivo à prática do esporte

Créditos: Matheus Aguilar
Campo do Penharol foi a pista de provas do presente - Matheus Aguilar

Lajeado - A paixão do pequeno Iago Ewerling Padilha (6) por motocicletas rendeu uma surpresa de Natal. No fim da tarde de segunda-feira, o Papai Noel esteve na casa dele para entregar uma moto 50 cilindradas personalizada. O presente, patrocinado pelos pais, Roberto Padilha e Vanessa Ewerling Padilha, deve dar a largada na carreira esportiva de Iago.


A ideia do presente natalino amadureceu na cabeça de Padilha nos últimos dias. A intenção inicial era entregar a moto no aniversário de Iago, no último dia 17. Mas não foi possível. Ao acompanhar a etapa do Veloterra, em dezembro, ele contatou Jairo Stampinha, fundador e secretário do Lajeado Moto Clube, para a surpresa. "Acho que fiquei mais feliz que a criança. É a realização de um sonho para mim", comenta Stampinha, que se caracterizou de Papai Noel para entregar o presente.
Conforme o pai de Iago, aos 4 anos o menino já queria uma moto para trilha. Chegou a ter um veículo com rodinhas de apoio, que foi vendida. Agora, Padilha quer incentivar que Iago siga carreira esportiva. "Sempre levo ele na pista e agora vamos tentar incentivar, indo em locais que ele possa estar em segurança para pilotar", avisa.

 

De pai para filho

O amor pelas motos foi passado de pai para filho. Conforme a mãe de Iago, Vanessa, há sempre o receio de que o menino possa se machucar. "Mas o pai sempre incentivou. E tudo é moto para ele. Fiemos aniversário com tema de moto, o dindo dele também anda. Agora ninguém segura", brinca. Roberto Padilha garante que Iago sempre quis acompanhá-lo em eventos relacionados ao motociclismo. "É algo que eu e ele gostamos muito", garante.
Mas não foi só o gosto pelo esporte sobre duas rodas que garantiu o presente. "Passei de ano e me comportei", afirma Iago. O comportamento, inclusive, é um dos requisitos feitos pelo Papai Noel Stampinha para que o menino não perca o presente. "Se não se comportar ano que vem, Papai Noel leva a moto de volta", alerta.

 

Veículo testado

Iago não conseguiu esconder a alegria. Logo que recebeu o presente, já quis dar a primeira volta, que ocorreu no campo no Penharol, no Morro 25. Com uniforme completo para pilotagem, o guri acelerou o veículo, que tem seu nome e o número 84, em homenagem ao ano de nascimento da mãe. "Gosto de fazer trilha. Quando tinha a outra moto, fazia ali atrás do campo", lembra Iago. O difícil foi conseguir fazê-lo parar para falar, diante da emoção pela surpresa.
Para Stampinha, o momento é de alegria por ser um incentivo para as categorias de base do esporte. "A criança passa a adquirir responsabilidade com a moto. Fiquei muito honrado pelo convite e fico com a certeza de que estou no caminho certo do motociclismo", frisa.

Comentários

VEJA TAMBÉM...