Geral

Ação a apenados e homenagem a Miguel Feldens marcam reunião

Conselho da Comunidade realiza encontro com Neeja e Centro Terapêutico São Francisco

Créditos: Jean Peixoto
Conselho da Comunidade encerra atividades do ano com propostas e homenagem a Miguel Feldens - Jean Peixoto

Lajeado - O último encontro do ano do Conselho da Comunidade de Assistência aos Apenados de Lajeado ocorreu na manhã de ontem, no Fórum. Foram discutidos temas como a construção de um toldo no pátio do presídio feminino e a arrecadação de brinquedos para os filhos dos apenados em alusão ao Natal. Além dos integrantes, a reunião contou com a presença do novo presidente da Associação Lajeadense Pró-Segurança Pública (Alsepro), Fabrício Schneider, e das representantes do Centro Terapêutico São Francisco, Rafaela Rocha e Rozéli Rocha Mattos.


O presidente em exercício, Leandro Alievi Schierholt, iniciou a reunião citando Mário Quintana. "Cego é aquele que não vê seu próximo morrer de frio, de fome, de miséria. Surdo é aquele que não tem tempo de ouvir um desabafo de um amigo, ou o apelo de um irmão." Schierholt saudou os presentes e agradeceu a presença de Schneider. "O nosso objetivo é aproximar o Conselho e a Alsepro. Somos parte de um mesmo sistema", comenta o presidente. Na sequência, o comitê deliberou sobre a construção de uma área coberta no pátio do presídio feminino de Lajeado. A agente da Susepe, Yasmin Bauce, explicou que a solicitação é um pedido das detentas, para protegê-las do sol durante as visitas. O diretor do Presídio Estadual de Lajeado, David Horn, falou sobre as atividades realizadas durante o ano e suas perspectivas para 2019. "Este foi um ano atípico. Apesar das dificuldades enfrentadas pela área da Segurança Pública, fizemos muitos esforços para realizarmos um bom trabalho. Para o ano que vem, temos muitos projetos."

 

Natal
O conselho discutiu meios de obter as tradicionais lembrancinhas de Natal para 145 crianças, entre filhos e netos de apenados. A defensora pública Janaína Diel lembrou que este talvez seja o único mimo que essas crianças receberão no Natal. "É um presente simbólico, mas para eles pode fazer toda a diferença."

 

Recuperação
A nova presidente do Centro Terapêutico São Francisco, Rozéli Rocha Mattos, e a consultora em dependência química, Rafaela Rocha, participaram da reunião para falar sobre o seu trabalho. Comentaram sobre o baixo índice de reincidência dos apenados atendidos pelo Centro e lembraram que, atualmente, a entidade está sem representante no Conselho. "Duas vagas são reservadas para os apenados encaminhados pelo grupo. Os residentes ficam conosco por até quatro meses, podendo esse período ser estendido, por mais dois meses", explica Rafaela. Aproveitaram o ensejo para convidar os presentes a comparecerem na sede da entidade na próxima sexta-feira, às 19h, quando ocorrerá uma atividade de final de ano aberta à comunidade.

 

Poema de apenado
O professor Adalberto Francisco Koch, diretor do Núcleo Estadual de Educação de Jovens e Adultos (Neeja), entregou aos presentes um poema escrito por um apenado em homenagem ao ex-presidente do Conselho, falecido em 6 de agosto, Miguel Alcides Feldens. "Um amigo é uma alma gêmea que encontramos pelas caminhadas da vida! Um amigo é aquele que está com você nas horas boas e ruins. Entre todos os meus amigos, quero destacar um, que com suas histórias fantásticas, mirabolantes, me fez ter outra visão de mundo. Ele conheceu o Papa. Viajou para a África. Ele falou que eu era gente. Que eu deveria olhar para a frente, e nunca desistir. Hoje, está no céu. Seu nome é Miguel. Anjo que torce por mim. Por nós! (R.R.S)."

 

Alsepro
Fabrício Schneider tomou posse na Alsepro esta semana. Em evento na Acil, Antônio Scussel despediu-se da presidência e enfatizou que as ações realizadas, nos três eixos de atuação da entidade, contribuíram para consolidar a identidade da Alsepro como uma organização comunitária. "Creio que o principal legado é a consolidação da entidade como uma organização fundada na sociedade, que atua - e sempre deve atuar! - em função dela". Entre as metas para o próximo ano, estão a de acompanhar o projeto de construção da nova sede do Centro Integrado de Operações - Regional Lajeado. A diretoria da Alsepro pretende se reunir nos próximos dias com o secretário de Segurança Pública de Lajeado, Paulo Locatelli, e o comandante do CRPO, coronel Ricardo Alex Hoffman, para definir a maneira de como será executada a obra. Na reunião foi autorizada ainda a construção de uma rampa de acesso para o Posto de Identificação e a compra de ar-condicionado para a sala onde os alunos do projeto Adolescente Legal com Música têm aula. A ideia para o próximo ano é oferecer mais atividades e ampliar o número de beneficiados. Os dois projetos sociais conduzidos pela entidade buscam reduzir os índices de criminalidade no município.

Comentários

VEJA TAMBÉM...