Geral

Alternativa que gera bons resultados

Produção de hortaliças foi a saída para enfrentar o baixo valor pago pela produção de leite


- Alício de Assunção

Marques de Souza - O que era para ser uma simples horta para abastecer a família acabou se transformando num negócio lucrativo. Proprietários de uma pequena área de terra na localidade de Linha Bastos, de onde são naturais, o casal Jair (58) e Ilanie Wassem se dedicavam até dois anos atrás ao cultivo de alimentos para subsistência e a criação de vacas leiteiras.

As oscilações do preço do leite pagos aos produtores não geravam expectativas de dias melhores. "Vendíamos o leite, mas o ganho era pouco e para nosso consumo mantínhamos um pequeno canteiro de alface num canto do pátio. Num ano acabou produzindo tanto que distribuí para amigos e ofereci para o proprietário de um restaurante que me desafiou a produzir mais e que iria adquirir tudo o que cultivássemos", relata Wassem.

E foi assim que o casal viu o negócio prosperar. Não abandonaram a produção leiteira, mas investiram num novo setor. Do espaço de quatro metros quadrados de canteiros com alface, hoje a produção ocupa cinco estufas numa área de 500 metros quadrados onde são cultivados também temperos, espinafre, couve-flor, pimentão, rabanete, beterraba, pepino e chicória.

As vendas se multiplicaram e restaurantes da região são abastecidos diariamente pela produção dos Wassem que são entregues nos locais pela filha Michele. "Estamos planejando em aumentar a produção com a instalação de mais uma estufa, pois não damos mais conta de tanta comercialização", afirma Ilane que destaca também a procura pelo conhecimento. "Não sabíamos muito sobre os cultivos e a assessoria da Emater/RS-Ascar foi fundamental para nosso crescimento, tanto na instalação das estufas como no controle das pragas".

Responsável pelo escritório local, o engenheiro agrônomo Diego de Oliveira, vê na inciativa do casal uma forma de agregar renda e não depender apenas de uma fonte de sustento. "A produção de leite depende de muitos fatores e nem sempre o produtor consegue preços bons. Já a produção de hortaliças orgânicas tem cada vez mais procura e mercado, por isso vale a pena e tem todo nosso incentivo e assessoria", afirma.

A prosperidade do negócio é tanta que a propriedade também se transformou uma espécie de colhe e pague. "Como produzimos alimentos orgânicos, sem o uso de agrotóxicos, isso chamou a atenção de consumidores que vem até aqui e fazem questão de escolher e colher as hortaliças", comenta Jair. Recentemente a família recebeu do governo do Estado, um kit irrigação, que irá auxiliar na produção das hortaliças.

Porém os sonhos dos Wassem não param por aí. "Vamos em busca do selo orgânico, participar da feira do produtor na cidade e principalmente cultivar hortaliças com muito amor e zelo pois o que fizemos também é uma terapia e qualidade de vida", projeta Ilanie. Informações sobre a produção podem ser obtidas pelo telefone 99641-1125.

Comments

SEE ALSO ...