Geral

Aprenda a liderar para vender mais

Workshop de Ronan Mairesse mostra o que fazem empresas e atletas campeões em resutados

Créditos: Gigliola Casagrande
Ronan Mairesse realiza, no próximo dia 25, o Workshop Liderança e Vendas em Tempos de Inovação

Lajeado - Profissionais de Lajeado e região têm a oportunidade de aprender com um mestre na obtenção de resultados. Ronan Mairesse realiza, no próximo dia 25, o Workshop Liderança e Vendas em Tempos de Inovação, às 20h, no Imperatriz Hotel. O especialista destaca que, ao agregar conhecimento em liderança no setor comercial, o retorno se dá de forma muito mais consistente. "Liderar é sinônimo de dinheiro no bolso. Quando você aprende a cuidar do emocional das pessoas, as deixa mais felizes, e a felicidade proporciona resultados e decisões incríveis." 
Suas orientações são fruto de teoria e prática de sucesso, com base em estudos científicos desenvolvidos nas maiores universidades do mundo. Entre seus clientes estão empresas com faturamento anual de R$ 20 milhões a R$ 3 bilhões. E não apenas organizações. "Aconselho atletas de renome internacional. Medalhistas olímpicos, campeões que ajudei a sair do anonimato e a se transformar em verdadeiras celebridades no Brasil e no mundo", observa o coach.
Mairesse atua com estrelas, mas também mostra como pessoas e empresas comuns atingiram resultados excepcionais em muito pouco tempo. Orienta os profissionais para uma competência superior, uma evolução por meio do pensamento estratégico, incluindo a execução de seus métodos de forma perfeita. "Você passar a ter estado de humor consciente e eficaz. Isso tudo tem ajudado muitas pessoas a conquistarem resultados excepcionais em suas carreiras, independentemente da profissão."
O coach executivo ressalta a importância de entender as mudanças de mercado, um dos tópicos de seu treinamento. "Só irá se manter no topo quem realmente estiver preparado para inovar de verdade." O Workshop Liderança e Vendas em Tempos de Inovação é ideal para quem deseja vender mais, inovar em seus processos e inspirar pessoas. Vai apresentar o que os "grandes" estão fazendo para se destacar e revelar o que não pode deixar de fazer para crescer. E mostrar o caminho para que o profissional da área comercial transforme seu cliente em seu fã.

Ingressos
A comercialização de ingressos está no segundo lote, a R$ 99. Podem ser adquiridos pelo https://workshop.ronanmairesse.com.br/#ronan

Quem é ele

Especialista em Comportamento Humano e em Alto Desempenho, Ronan Mairesse é coach executivo,  esportivo e de Excelência. Também integra a equipe de Roberto Shinyashiki. Já atuou como coach na Seleção Feminina de Futebol Sub 20. Foi coach de atletas olímpicos durante os Jogos Rio 2016 e hoje desenvolve líderes comerciais e empresas como Nestlé, Garoto, Purina, Grupo Dupont, Grupo Celeiro, Tintas Suvinil, Bayer, InBrands, Rede Porthal e outras centenas de nacionais e multinacionais. Atua também como coach de atletas do futebol masculino e feminino em diversos clubes da Série A brasileira. Atualmente, trabalha na preparação mental de atletas para as Olimpíadas de Tokyo 2020.

 

Em questão

1 - Por que o conhecimento em liderança é um diferencial no setor de vendas?

Na atuação no setor comercial, alguns dos elementos mais importantes são o direcionamento, o planejamento para essa direção e o treinamento do grupo, regado de muita energia. Uma equipe de vendas, ao iniciar a manhã, precisa começar energeticamente positiva para transmitir uma confiança para o cliente e, assim, melhorar os resultados. Um líder de vendas, ao contrário de um administrativo ou financeiro, precisa utilizar da energia todos os dias para motivar o vendedor. Principalmente em momentos de crise como a que o Brasil está vivendo, em que, muitas vezes, ele recebe muitos "nãos" e precisa enfrentar essas possibilidades na rua. Um líder de vendas energético é capaz de direcionar, planejar junto com a equipe e treiná-la. Procura cuidar do clima organizacional. O que as pessoas pensam e sentem dentro da empresa, dentro da equipe de vendas, também é lucro. Não gosto muito de usar a palavra "motivação" porque o Brasil fala muito em motivação e pouco em competência. A gente tem que falar mais em competência. Não podemos confundir motivo para ação com energia. O líder de vendas é aquele que conhece muito bem a sua equipe, pessoal e profissionalmente. E que utiliza, muitas vezes, os propósitos pessoais para mostrar ao vendedor que é possível alcançar aquele fim e alcançar então aqueles objetivos pessoais. Motivo para ação.

 

2 - Falas que cuidar do emocional das pessoas as torna mais felizes, o que reflete em resultados e decisões. Esse conhecimento vale para qualquer aspecto da vida?

Sim. Uma descarga de emoção positiva antes da performance executiva e esportiva aumenta o foco, a visão periférica, inclusive, e a capacidade que as pes­soas têm de executar suas competências na potencialidade máxima. Estudos científicos comprovam que as empresas cujos líderes cuidam do emocional das pessoas têm maior rendimento em relação às outras. Pegamos exemplos como Google, Apple, Amazon, que hoje estão entre as maiores do mundo. Existem empresas hoje, como o Google, que permitem, por exemplo, o devaneio produtivo. Naqueles momentos em que não está tendo resultado, o profissional pode pegar a prancha, surfar durante um hora, desopilar e voltar a performar de novo. Não é o quanto você trabalha, mas o resultado do que você faz. Lógico que essa cultura, no Brasil, ainda não existe. São raras as empresas que utilizam  isso. Mas, nas que atuo, nós procuramos muito trabalhar o emocional das pessoas, e isso interfere diretamente no resultado. Ao longo dos anos, venho trabalhando com equipes esportivas. Muitas pessoas me perguntam se eu ganho dinheiro com isso. É muito pouco. Agora, o que eu ganho trabalhando em Grêmio, Internacional, seleções brasileiras de Futebol Feminino e de Ginástica Rítmica e atletas do time do Aimoré, Brasil, Pelotas, Kinderman, enfim, é entender como o esportista determina seus objetivos. Como ele planeja e, principalmente, quais são os passos e os aspectos da concentração que executa. Transformo isso em metáforas dentro do mundo executivo. Todos os meus treinamentos e palestras têm essa pegada da parte emocional, que eu aprendo com os atletas e ensino. E os resultados estão sendo surpreendentes, do ponto de vista de produtividade e de transformação das pessoas. Felicidade é algo que faz a pessoa render mais e que pode fazer realmente a grande diferença no desempenho de uma equipe, de uma empresa e, principalmente, de uma pessoa, em qualquer área da vida. 

 

3 - Qual o diferencial do seu trabalho? Por que a oportunidade de participação em seu treinamento é importante para os profissionais?

Sem me comparar ou diminuir os outros, o maior diferencial do meu trabalho é que eu sigo uma filosofia em que aprendo, aplico e só então ensino. Tudo o que mostro no meu workshop, nos meus treinamentos, não foi somente de um livro que eu li, um vídeo que eu vi, uma palestra em que eu estive presente como aluno ou um curso a que eu assisti fora. Eu aprendo, testo e isso me dá autoridade de ensinar. O que me dá o direito de subir no palco é o resultado que tenho no dia a dia, trabalhando em empresas nacionais, multinacionais, clubes e seleções. Meu treinamento é baseado em pilares científicos, dos maiores autores, dos maiores especialistas do mundo na área de administração, liderança, gestão de pessoas e alto desempenho. Ao utilizá-los nas empresas, tenho não só a teoria, mas a aplicabilidade. Então, além de ensinar a técnica, mostrou onde a usei,  o resultado e, quando deu errado, o que fiz para corrigir. Isso faz com que a pessoa aprenda o conteúdo e, ao mesmo tempo, se imagine colocando aquilo em prática na equipe, na empresa, na vida. Quem for no meu workshop vai ouvir um conteúdo com base teórico-científica e com muitas histórias práticas de onde apliquei esse conhecimento.

Comments

SEE ALSO ...