Geral

Assembleia da Certel Energia opta pela reeleição do presidente

Erineo José Hennemann teve mais de 70% dos votos e segue como mandatário da cooperativa

Créditos: Matheus Aguilar
PARTICIPAÇÃO: assembleia teve participação de mais de 3.200 pessoas e é considerada histórica na cooperativa - Lidiane Mallmann

Lajeado - Pela segunda vez na história da Cooperativa de Distribuição de Energia Teutônia (Certel Energia), houve disputa eleitoral pela presidência. Para o Conselho de Administração, Erineo José Hennemann, concorrendo pela chapa 1 (A Força Que Nos Une!) foi reeleito com 1.868 votos, representando 71,43% dos 2.615 votantes. A oposição, na chapa 2 (Movimento Reconstrução Certel), teve Alexandre Marcelo Schneider como candidato e fez 548 votos, ou 20,96%. Foram registradas 158 cédulas em branco e outras 41 nulas. Para o conselho fiscal, foi eleita a chapa 1, com 1.774 votos. O pleito ocorreu durante a Assembleia Geral Ordinária, realizada nesta segunda-feira, no Parque do Imigrante. Mais de 3.200 pessoas participaram da reunião.

Conduzido para mais quatro anos de mandato, Hennemann lembra que a votação ocorreu no mesmo dia em que a cooperativa comemora 62 anos de existência. "Foi uma assembleia que fica na história pelo número de associados que atendeu ao nosso chamado. Tenho certeza que cada um leva daqui as melhores impressões", indica. Ele comenta que os resultados apresentados foram os mais representativos da Certel. "Tivemos resultados excelentes, destinações aprovados. Esta assembleia nos enche de satisfação e mostra que estamos no caminho certo", frisa. Hennemann menciona a importância do pleito com chapa de oposição. "A democracia deve ser respeitada. Mantivemos o nome da Certel no mais alto nível e nossa missão ainda não terminou. Vamos continuar trabalhando para levar o melhor aos cooperados. Mesmo diante das críticas e ataques, nossos valores não foram abalados e saíram ainda mais fortalecidos desta disputa", acredita. Ele agradece o apoio que recebe a todo momento. "Quero deixar claro que vou continuar sendo o presidente de todos na cooperativa."

VENCEDORES: chapa 1 tem Lauro Baum como vice-presidente, Erineo José Hennemann como presidente e Rainer Bünecker como secretário

Importância da cooperativa

Entre os participantes da assembleia estava o prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup. Segundo ele, é um momento histórico para a cooperativa a presença de tantos associados. "Temos uma cooperativa forte, o que nos tranquiliza no que se refere a geração e distribuição de energia", refere. Sobre o pleito com duas chapas, ele destaca que é um processo democrático. "Torcemos que venha contribuir com o desenvolvimento da Certel. Isso fica comprovado pela presença de tantos associados. Que quem vença olhe para frente para melhorar o que pode ser feito", ressalta. Segundo o prefeito, a cooperativa é fundamental para o desenvolvimento do município. "Uma condição de garantia de qualidade de energia é primordial para alavancar o município. Os empresários buscam essas condições para instalar suas empresas e Teutônia está muito bem servida nesse aspecto."

O outro lado

Candidato da chapa 2, Alexandre Marcelo Schneider acredita que a assembleia deveria ter tido um espaço mais adequado para tirar dúvidas dos associados. "Penso que não ocorreu da forma mais adequada. Mas tiramos de positivo que nunca antes se teve uma assembleia deste tamanho. E um dos nossos objetivos era trazer o associado para dentro da cooperativa, para ele saber o que está acontecendo", afirma. "Minha esperança é que, a partir de agora, o fato de ter mais de uma chapa concorrendo seja algo normal na vida da Certel Energia", complementa. Schneider agradece aos cooperados pela receptividade durante o período de campanha. "Foi muito boa a interação com todo mundo. Não conseguimos levar nossa mensagem para todas as cidades, mas onde conseguimos tivemos a sensação de que as pessoas esperavam ouvir um outro ponto de vista, atiçando a curiosidade para saber o que realmente está acontecendo na cooperativa", revela.


Saiba mais

A última eleição da cooperativa em que houve oposição ocorreu em 1974. Ontem, das mais de 3.200 pessoas presentes, 2.791 estavam credenciadas para votar. Destas, 176 se abstiveram.

Durante a assembleia, foram apresentados os resultados de 2017. A Certel Energia contabilizou como sobras à disposição, o valor de R$ 25.211.222,08. Foi aprovada a destinação destes recursos conforme a seguinte distribuição: R$ 1.000.000,00 para o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (Fates), R$ 12.211.222,08 como capitalização na Cota Parte, e R$ 12.000.000,00 na recomposição do Fundo de Manutenção do Sistema de Distribuição e Geração.

Confira o vídeo do público que participou da Assembleia Geral Ordinária:

Comments

SEE ALSO ...