Geral

Assinado contrato para concessão da BR 386 à iniciativa privada

Prefeito Marcelo Caumo participou do ato de assinatura no Palácio Piratini


ministro Tarcísio Gomes de Freitas assina o documento ao lado do governador Eduardo Leite - Itamar Aguiar/divulgação

Porto Alegre - O prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, participou nesta sexta-feira (11), no Palácio Piratini, em Porto Alegre, do ato de assinatura do contrato de concessão da BR-386 à inicitiva privada pelo governo federal. O ato contou com a presença do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; ministro da Cidadania, Osmar Terra; e da Secretaria de Governo, general-de-divisão Carlos Alberto dos Santos Cruz. 

O Grupo CCR, com sede em São Paulo, fica agora responsável pela manutenção, conservação e ampliação da malha rodoviária da BR-386. A empresa também assumirá, no Estado, trechos das BRs 101, 290 e 448. Está prevista apenas uma praça de pedágio no Vale do Taquari, em Paverama, perto da divisa com o Município de Fazenda Vilanova. Outra praça de pedágio será instalada em Montenegro. Ao longo dos 265,8 km concedidos da BR 386, haverá quatro praças de pedágio, ficando as outras duas em Fontoura Xavier e Victor Graeff. A cobrança deverá iniciar dentro do período de um ano. O valor definido para a cobrança de um carro será de R$ 4,30 mais o reajuste inflacionário que se dará no período, cuja previsão é de 4%, conforme o Conselho de Desenvolvimento do Vale do Taquari (Codevat). Caso se confirme, o valor inicial de cobrança pode chegar a R$ 4,50.

Obras

Em contrapartida pela cobrança, o grupo CCR deverá investir em obras de duplicação, passarelas, iluminação, acessos municipais e vias laterais junto à rodovia. O contrato prevê, entre o 3º e o 12º ano de concessão, a conclusão de nova pista entre Lajeado e Carazinho. A partir daí, deverá ser iniciada a obra de duplicação com multifaixas no trecho situado entre os municípios de Tabaí e Canoas.

Para o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, a concessão das rodovias à iniciativa privada irá garantir a execução de uma série de investimentos que beneficiarão os usuários destas estradas. Segurança para quem trafegará nas rodovias é o principal benefício, aponta Caumo. O prefeito esteva acompanhado pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura de Lajeado (Sedetag), André Bücker, e pelo coordenador do setor de Projetos Especiais e Captação de Recursos de Lajeado, Isidoro Fornari Neto. O contrato de concessão tem validade de 30 anos.

Comments

SEE ALSO ...