Geral

Ato pró-Bolsonaro reúne 3 mil pessoas. Contra, foram quase 400

Organizadores de cada movimento divulgam números sobre as manifestações realizadas na tarde deste sábado tiveram concentração no Parque Theobaldo Dick

Créditos: Da redação
Parque no Centro de Lajeado foi cenário para protestos esta tarde - divulgação

Lajeado - Grupos contrários e favoráveis à candidatura de Jair Bolsonaro (PSL-SP) realizaram manifestações na tarde deste sábado, com concentração no Parque Municipal Professor Theobaldo Dick. Segundo o grupo Movimento Direita dos Vales (MDV), participaram da carreata cerca de 3 mil pessoas e 700 veículos. O destino foi o Parque do Imigrante, onde o Hino Nacional marcou o ato de cidadania. Já o coletivo Nosotras, que orquestrou o protesto "Ele não! Ele nunca", calcula em torno de 350 a 400 pessoas participantes de sua mobilização.

Os dois grupos expuseram seu apoio ou repúdio ao candiadato, que tem chances reais de disputar o segundo turno, de maneira civilizada. Além de apoiar Bolsonaro, o MDV também tem o propósito de trazer informação e cobrar os políticos de suas obrigações. O Nosotras uer ser referência na luta feminista, conscientizando sobre a desigualdade de gênero e a consequente violência. 

O que pensa o grupo a favor
Os jovens Matheus Michels (19), Felipe Milani (21) e Jones Schmitt (28) ajudaram a promover a carreata em prol do candidato Jair Bolsonaro deste sábado. Eles mobilizam outros seguidores do político de diferentes cidades da região pelas redes sociais. Para o trio, a popularidade do presidenciável foi impulsionada pela crise política e a indignação com a corrupção. "Depois dos últimos acontecimentos na política brasileira todo mundo ficou mais instigado a fortalecer o interesse pelo tema. E agora vamos tentar eleger um candidato para reverter a situação do nosso país", destaca Milani.
Eles consideram Bolsonaro um candidato honesto, que briga pela vontade do povo e que defende os direitos dos "cidadãos de bem". "Acho que a direita brasileira nunca teve um representante tão forte quanto ele, que brigava pelo povo. E quando chega um candidato de direita, contra o politicamente correto e que consegue expressar o que a população pensa, sem medo do que vai acontecer ou de perder voto, ele começa a ganhar apoio."

O que pensa o grupo contra
Bianca Petry (24) faz parte do coletivo que organizou o "Ele não! Ele Nunca!", um movimento nacional, totalmente suprapartidário, que está mobilizando pessoas contrárias ao candidato Jair Bolsonaro. "Decidimos aderir porque o Vale do Taquari tem poucos manifestos desse tipo. Tínhamos que ir até Porto Alegre para participar. E percebemos que somos um grupo grande de mulheres e apoiadores", explica.
Para ela, o ato tem a finalidade de lutar contra um candidato que coloca em risco os direitos das mulheres e das minorias. "Em várias entrevistas ele diminuiu o público feminino, LGBT e negro. Entendemos que é importante dividir a nossa luta entre os candidatos que a gente apoia, mas também lutar contra aquele que coloca em risco a nossa democracia. Todo mundo está apto a votar em quiser. Mas um candidato que apoia o ódio, entendemos a importância de se opor contra ele."

Comments

SEE ALSO ...