Geral

Atualização de aplicativo reforça agilidade em atendimentos do Samu

Socorristas utilizam APP como aliado para salvar vidas

Créditos: Rita de Cássia
Samu utiliza tecnologia a favor da vida - Rita de Cássia

Lajeado - Desde o dia 8 de abril, em todo o Rio Grande do Sul o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), passou a utilizar a atualização do aplicativo Saph Móvel, para solução de atendimento pré-hospitalar. Portanto, ao avistar os socorristas usando o celular durante um atendimento, saiba que eles não estão navegando em sites ou redes sociais. E sim, estão em contato com a Central de Regulação, em Porto Alegre, com o objetivo de salvar vidas. "Em alguns atendimentos nos comunicamos diretamente com a regulação através da nova versão do sistema. Mandamos os dados do paciente como sinais vitais e tudo sobre a situação, então o médico faz a prescrição e passa orientações pelo próprio aplicativo. Quando não há sinal de internet segue da mesma forma por ligações", afirma a coordenadora do Samu, Raquel Porsche. A mudança de sistema ocorre somente para os funcionários. Para quem solicitar o serviço as chamadas devem ser feitas por meio de ligação ao 192.

Em Lajeado e região as equipes já receberam treinamento especial para utilizar o APP. A fase ainda é de adaptação, mas o novo formato de comunicação é bem visto pelos profissionais. "Em algumas situações mais graves, o sistema oferece um comando no smartphone em que a regulação dá um retorno imediato para a equipe. Em casos como parada cardíaca ou acidente grave, o apoio ou orientação são imediatos. Claro que ainda surgem algumas dúvidas, pois na prática surgem situações novas, mas estamos nos adaptando", explica o enfermeiro Felipe Mann Angst.

O aplicativo foi desenvolvido pela empresa True Information Technology e já é utilizado por equipes em Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Distrito Federal e Rio Grande do Norte.


Na prática

O APP Saph Móvel tem o objetivo de otimizar a comunicação entre a Central de Regulação e as equipes do Samu, além de registrar a sequência dos eventos de atendimento, incluindo o acionamento das equipes com endereço e dados do paciente com a orientação da regulação. A equipe mantém contato, via smartphone, com a central de regulação durante todo o tempo. Então além de prestar o atendimento à pessoa que está em situação de urgência ou emergência, o socorrista informará em tempo real a situação do paciente; e ao mesmo tempo receberá instruções do médico regulador. "Todas as equipes do Samu dependem da regulação médica para qualquer conduta, bem como depende da regulação a saída para todos os atendimentos. O Vale do Taquari reporta seus atendimentos à Central de Regulação Estadual em Porto Alegre", afirma Raquel Porsche.


Quando chamar o Samu

Nas urgências de natureza traumática, clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população, tais como:
- ocorrências cardiorrespiratórias
- casos de intoxicações e queimaduras graves
- acidentes de trânsito
- traumas
- trabalhos de parto onde haja risco de morte da mãe ou feto
- tentativas de suicídio
- acidentes com armas de fogo ou arma branca
- casos de afogamentos, choque elétrico e produtos perigosos
- crises convulsivas
- entre outras situações que requerem atendimento médico


Ajude a agilizar o serviço

1 - Ficar próximo à vítima
2 - Tentar manter a calma
3 - Seguir as orientações passadas pelo médico regulador
4 - Informar quantas pessoas envolvidas - uma, duas, três ou mais
5 - Dizer qual o tipo e proporção do acidente
6 - Informar se a vítima está conversando, se está consciente, bateu a cabeça ou se tem algum sangramento
7 - Em alguns casos, se está desacordada, mas respira
8 - Essas são informações básicas e importantíssimas
9 - E claro, o nome da rua e número, se tiver, e algum ponto de referência



Comments

SEE ALSO ...