Geral

Brumadinho: Bombeiros que trabalham nas buscas apresentam excesso de metais no organismo

De acordo com nota do governo de Minas Gerais, quatro bombeiros apresentaram alteração no exame de sangue

Créditos: Agência Minas Gerais
- - Reuters / Adriano Machado

Nota de esclarecimento

Divulgada nesta terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

 

 

Desde o rompimento da barragem da Mina do Córrego do Feijão em Brumadinho/MG não foram medidos esforços no sentido de viabilizar o conjunto de ações de saúde necessárias para garantir o cuidado da população e dos profissionais envolvidos na busca e resgate das vítimas. 

Considerando a atividade de busca e salvamento vem sendo aplicado o protocolo de monitoramento da saúde em todos os profissionais, por meio da dosagem de metais no sangue e urina. Até o momento foram detectados três exames alterados para o parâmetro alumínio no sangue. E um exame apontou presença de cobre.

Cabe esclarecer que a alteração nesses parâmetros não significa intoxicação aguda por esses metais e essas pessoas permanecem assintomáticas. E seguindo o protocolo de monitoramento de sua saúde. É esperado que após a interrupção da exposição, os níveis destes metais no organismo sejam normalizados.

Comentários

VEJA TAMBÉM...