Geral

Caderno Meio Ambiente foca em reaproveitamento

Edição de julho circula amanhã, trazendo reflexão sobre reciclagem e diminuição do lixo

Créditos: Luísa Schardong
SUSTENTABILIDADE: suplemento deste mês propõe pensar sobre o conceito de Lixo Zero - Lidiane Mallmann

Vale do Taquari - Um dos maiores desafios da caminhada do planeta rumo à sustentabilidade passa pelo reaproveitamento de resíduos. Em uma sociedade voltada para o consumo desenfreado, o volume cada vez maior de lixo vira um problema - é para essa questão que a edição de julho do caderno Meio Ambiente na Escola, do jornal O Informativo do Vale, se volta. 

É aí que entra o conceito Lixo Zero. Editora do suplemento, Gigliola Casagrande, explica que a ideia vem ganhando espaço. "É um estilo de vida diferente, no qual as pessoas tentam não gerar lixo", conta.

Um primeiro passo seria evitar o uso de embalagens plásticas, por exemplo. "Ou, se não for possível, dar um destino correto, reutilizando-a ou enviando para reciclagem. O objetivo final, então, é diminuir o envio a aterros sanitários, sobretudo de forma inadequada."
Segundo ela, o conceito chama a sociedade a assumir responsabilidade sobre o seu lixo. "O problema também é meu a partir do momento em que meu hábito de consumo gera um resíduo."

Ação
Gerente de mercado do jornal, Miriam Wolkmer Destefani, destaca que esse despertar da consciência ambiental já chegou em algumas empresas. É o caso das parceiras Gota Limpa, Languiru e Faros, que perceberam que lixo significa desperdício de recursos.

"Nunca é demais falar sobre esse assunto. A produção de resíduos é geral em todos os segmentos, mas cabe aos empreendedores, não somente ao indivíduo, o cuidado com seu destino", avalia.

Gigliola concorda e explica que a Gota Limpa, além da destinação correta, carrega a visão de diminuir o uso de embalagens. "O plástico deles é feito com material reciclado e os recipientes em versões de produtos concentrados."

Na mesma linha, a Languiru trabalha com o recolhimento de embalagens de agrotóxicos. "Faz coleta no interior, ajudando a orientar sobre o destino correto deste tipo de resíduo."

Já a Faros se volta para uma reciclagem diferente. "É do resíduo animal, do subproduto que é reaproveitável. Isso além do tradicional recolhimento de óleo de cozinha."

Comments

SEE ALSO ...