Geral

Comunidade faz apelo na tribuna livre aos vereadores

Segurança em torno do Abrigo São Chico e falta de calçamento na Escola São João Bosco foram debatidos

Créditos: Julian Kober
CONVOCAÇÃO: Décio Luis Fachini e Edelmiro Fabian Trindade da Silva pedem para que os vereadores ajudem a solucionar problemas envolvendo o Abrigo São Chico e o Colégio São João Bosco - Lidiane Mallmann

Lajeado - A comunidade fez uso da tribuna livre na Câmara de Vereadores para fazer um apelo ao Legislativo e relatar preocupação com o entorno do Abrigo São Chico, Bairro Moinhos e da Escola São João Bosco, no Bairro Conservas.

O advogado Décio Luis Fachini, representando moradores que vivem próximo ao albergue, reclama da falta de segurança na Rua 15 de Novembro. "Estamos preocupados. Muita gente evita passar lá de tarde", afirma. Para ele, o espaço está sendo desvirtuado, e acredita que estão sendo abrigadas pessoas que não precisavam estar lá. "Temos que ter um albergue, mas para quem está em situação de vulnerabilidade social, e não quem fica bebendo na praça", frisa.

Uma moradora do bairro, que pediu para não ser identificada, relata que o filho (12), aluno da Escola Irmã Branca, foi assaltado recentemente. "Ele não sai mais de casa, nem para ir até o mercadinho na esquina. A gente precisa de uma solução", desabafa.

Vereadores se solidarizaram com a manifestação dos moradores e prometeram buscar uma solução. "Há muito tempo estamos precisando de uma solução ali", defende Ildo Paulo Salvi (Rede). Ressalta que está sendo estudado a transferência do abrigo para outro local. "É certa, só não se sabe para onde. Estamos escolhendo o melhor local."

Para Paulo Tori (PPL), trata-se de um caso urgente e acha que é necessário fiscalização do município. "Há um repasse de R$ 55 mil por mês. Isso é um caso grave. Daqui a pouco as pessoas desempregadas vão para o São Chico. Vamos fiscalizar e comprar essa causa para resolver essa questão e não deixar nosso dinheiro ir ralo abaixo."

Já Nilson José do Arte (PT) afirma que esteve no local e ressalta que há uma equipe de 11 funcionários, incluindo assistente social e psicólogo, para dar apoio aos abrigados. "A instituição está fazendo seu trabalho. Se o espaço não está adequado, precisamos encontrar outro. Quem vai cuidar das 44 pessoas que são cuidadas pelo abrigo?"


"Não podemos esperar por uma tragédia"

Em nome dos moradores dos Bairros Conventos e Jardim do Cedro, Edelmiro Fabian Trindade da Silva, convoca o Legislativo a buscar uma solução para a falta de infraestrutura nos arredores do Colégio São João Bosco. No trecho que liga os dois bairros, com cerca de 300 metros de extensão, alunos e crianças precisam andar no meio da rua. Para ele, é questão de tempo até que ocorra uma tragédia. "Gostaria que vocês fossem até lá olhar o problema. Pois não existe calçada. E a prefeitura ainda não tomou uma providência. Não podemos esperar por uma tragédia."

Também relata que há falta de iluminação e alagamentos em dias de chuva. Fabian afirma que entrou em contato com o Ministério Público e a prefeitura, mas não teve retorno até então. "Ninguém me mostrou uma solução." Os vereadores expressaram apoio e vão buscar formas de ajudar a comunidade.


Projetos aprovados

Durante a sessão, foram colocados em votação quatro projetos. Três foram aprovados por unanimidade, enquanto outro, que dispõe sobre posturas, organização e compartilhamento de infraestrutura pelos agentes que exploram os serviços de energia elétrica e de telecomunicações e dá outras providências. O legislativo pediu vistas para analisá-lo. Veja os projetos aprovados:

PROJETO DE LEI CM Nº 003-03/2019 - Prevê publicação nos sítios eletrônicos dos órgãos da administração direta e indireta, de listagem dos empregados de empresas prestadores de serviços terceirizados (Arilene Maria Dalmoro e Carlos Eduardo Ranzi).

PROJETO DE LEI Nº 028-03/2019 - Altera dispositivos do Art. 16 da Lei nº 4.233, de 06 de março de 1989, que Institui o Imposto sobre a Transmissão "Inter-vivos", por ato oneroso, de bens imóveis e de direitos reais a eles relativos e dá outras providências (Poder Executivo).

PROJETO DE LEI CM Nº 023-03/2019 - Obriga os estabelecimentos públicos e privados localizados no município de Lajeado a inserir nas placas de atendimento prioritário o símbolo mundial da conscientização acerca do Transtorno do Espectro Autista - TEA (Arilene Maria Dalmoro).

Comments

SEE ALSO ...