Geral

Cooperagri investe R$ 600 mil e reinaugura fábrica de rações

Até abril de 2019, cooperativa alcançou 50% de crescimento em relação ao mesmo período do ano passado

Créditos: Jean Peixoto
Cerimônia de reinauguração da fábrica de rações da Cooperativa Agroindustrial São Jacó Ltda. - Jean Peixoto

Teutônia - Mais de cem pessoas participaram da cerimônia de reinauguração da fábrica de rações da Cooperativa Agroindustrial São Jacó Ltda. (Cooperagri), em Linha São Jacó, interior de Teutônia. A solenidade ocorreu na manhã de sexta-feira e contou com a presença de cooperados e autoridades. O evento disponibilizou um balcão de negócios, em que os cooperados puderam divulgar suas marcas ao longo do dia.
O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, elogiou a ampliação e parabenizou a cooperativa pelo moderno sistema de energia fotovoltaica, que é referência no Estado. "Parabéns pelo compromisso, não apenas com a questão econômica, mas com o meio ambiente que a Cooperagri tem. Esse é o espírito do cooperativismo", ressalta. Antes do descerramento da fita inaugural, o pastor Gerson, da Igreja Evangélica local, concedeu uma bênção ao novo maquinário e fez uma oração junto aos presentes.


Crer para crescer
O presidente da Cooperagri, Aloisio Mallmann, agradeceu a todas as pessoas envolvidas no processo de desenvolvimento da cooperativa, desde a equipe técnica, cooperados, Emater, bancos e cooperativas de crédito. "Temos que crer para crescer. Queremos incrementar e inovar para que o produtor precise investir menos e possa produzir mais. Temos que lembrar dos primeiros que acreditaram na nossa cooperativa. Gostaria de agradecer também ao deputado federal Elvino Bohn Gass pela verba que nos foi concedida." O presidente destacou a importância de defender o produtor rural. "Vamos cobrar os direitos do produtor rural dos governos federal, estadual e municipal. O município está contribuindo com sua parte, melhorando estradas e ajudando na acessibilidade, mas são os agricultores que colocam comida na mesa do brasileiro."


Tradição cooperativista
Fundada em 1988, no mesmo endereço onde funciona hoje, a Cooperagri iniciou seus trabalhos em 1991 com apenas 24 associados. Na época, cada um doou 500 sacos de milho para iniciar os trabalhos, dispondo apenas de um sistema de recebimento de grãos e um ensacador. Com o tempo, foi instalado um moinho. Em 2007 foi fundada a cooperativa para conseguir investimentos maiores. Hoje, a quantidade de associados ultrapassa os 350 e os silos têm capacidade para cinco mil sacos.


Crescimento e competitividade
Nos últimos 5 anos, a Cooperagri cresceu 105%. Em 2018, o crescimento foi de 18%. Nos primeiros quatro meses de 2019, a cooperativa alcançou 50% de crescimento com relação ao mesmo período do ano passado, vendendo 40 mil sacos além do que já havia estocado. O investimento na nova fábrica gira em torno de R$ 600 mil, em parceria com uma empresa de Estrela. A capacidade de produção, que antes era de quatro/toneladas, triplicou. Aloisio Mallmann comenta que além das rações, desde que iniciou sua gestão vem buscando novos insumos e produtos diversificados como adubos e sementes. As novas instalações contam com um moinho e um misturador novo. "Assim, oferecemos um produto com mais qualidade e segurança. Isso tudo gera custos, mas dá ao nosso produtor um animal mais competitivo", afirma o presidente. 

Negócios
O produtor rural estrelense Maurício Kefer (38), que visitava a sede da cooperativa, aproveitou o evento para visitar o estande da Forseed, onde o promotor de vendas Cristian Citti (26) comercializava sementes de milho. Quem atendeu Maurício foi o franqueado Júlio Perius. "Nós atendemos toda a região. Não fazemos a venda direta, mas estamos aproveitando a oportunidade para apresentar nossos produtos", explica Cristian.

Comments

SEE ALSO ...