Geral

Corte de verba reduz em 37,1% o orçamento do IFSul

Cursos técnicos EAD foram suspensos atingindo 74 alunos em Lajeado

Créditos: Kassieli dos Santos
- IFSUL/DIVULGAÇÃO

LAJEADO | Após 42 dias do anúncio de corte de 30%, pelo Governo Federal sobre o orçamento do Instituto Federal de Ciência, Educação e Tecnologia Sul-rio-grandense (Ifsul), a pró-reitora de ensino, emitiu, no dia 11 deste mês, uma nota anunciando a suspensão de cursos técnicos na modalidade de Educação a Distância (EAD). O orçamento de custeio previsto para 2019 em todos os 14 campus e reitoria era de R$ 43.735.348,00. O valor bloqueado foi de R$ 16.225.813,00, ou seja, 37,1% de corte.

A suspensão dos cursos Técnicos de Educação a Distância Profuncionário - Técnico em Alimentação Escolar, Técnico em Infraestrutura Escolar, Técnico em Multimeios Didáticos e Técnico em Secretaria Escolar - atingiu 74 alunos do campus de Lajeado, matriculados nas turmas do Técnico em Multimeios Didáticos e Técnico em Secretaria Escolar. "Quando a suspensão foi anunciada, já havíamos feito até mesmo a aula inaugural. Impactou a nós e outros campus", explica a diretora-geral, Cláudia Redecker Schwable.

Em tratativas com o Ministério da Educação (MEC), o IFSul tem o objetivo de obter recursos orçamentários que possibilitem a execução dos cursos. Esforços estão sendo realizados para que o início das aulas ocorram no segundo semestre de 2019.


Impactos na destinação de recursos

Apesar de o anúncio inicial informar que o bloqueio atingiria somente o orçamento de custeio e de investimento de forma direta, impactos na destinação de recursos para Assistência Estudantil já são sentidos na unidade de Lajeado com reduções nos valores destinados a bolsas. Devido ao corte, tornou-se inviável a complementação nos valores pelo IFsul. As bolsas concedidas por meio de edital contemplam alunos em situação de vulnerabilidade social, que recebem assistência estudantil por meio de auxílio moradia, transporte e alimentação.

Conforme Cláudia, somente com uma reversão no cenário atual será possível manter ilesos os serviços terceirizados. "Temos esperança de uma mudança de um cenário, estamos falando da educação como um todo em nosso país. Espero que se repense a importância da educação no país.", afirma ela.

A direção explica que já haviam contingenciamentos no orçamento, porém, o novo cenário pode prejudicar a participação e promoção em atividades como feiras, mostras e bolsas de pesquisa e extensão. "Nosso campus já começou sua atuação em um período de redução de custos, não há muito a ser reduzido. Tentamos usar ao máximo nossa estrutura e o material humano que temos", comenta Cláudia. Apesar da apreensão, a diretora mantém boas expectativas devido às articulações realizadas pelo Conselho Nacional da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), apresentando as demandas prioritárias das instituições junto ao Ministério de Educação.


A unidade

Mesmo diante da atual conjuntura, a direção afirma que a unidade continua com o aumento do número de estudantes e mantém a qualidade de ensino oferecido pela instituição. A unidade de Lajeado é um dos 644 campus federais instalados no Brasil, sendo 14 unidades do Ifsul no Rio Grande do Sul. O campus possui o quadro de educadores completo contando com um número expressivo de especialistas, mestre e doutores.

Atualmente, a unidade conta com 473 alunos, 180 estudantes compõem as seis turmas do Ensino Médio Integrado, nas opções Automação Industrial e Administração, com 101 alunos nas três turmas de Técnico de Administração Subsequente, 30 alunos no curso de Licenciatura EaD de Pedagogia e 88 no curso de pós-graduação presencial em Educação em Saberes para anos iniciais e para anos Finais do Ensino Fundamental, além de, Gestão de Micro e Pequenas Empresas.

 

Estrutura do campus no Bairro Olarias é ocupada 473 estudantes em diversos cursos (IFSUL/DIVULGAÇÃO)

 

Comments

SEE ALSO ...