Geral

Dança, chopp e alegria tomam conta das ruas de Estrela

Abertura do 54º Festival do Chucrute é celebrada com desfile e apresentações artísticas

Créditos: Jean Peixoto
PLENITUDE: entre cucas, biscoitos, flores e chopp grupo de amigas estrelenses se reuniu para prestigiar o desfile - Jean Peixoto

Estrela - Durante 15 anos, Maria Noeli Finger (79) participou do grupo de danças folclóricas de Estrela ao lado do marido. O companheiro de Noeli se foi, mas a paixão pela tradição alemã permanece viva e potente. Ao lado das amigas, a aposentada estrelense assistiu ao desfile de abertura do 54º Festival do Chucrute de Estrela, na tarde de sábado. "Chegamos cedo. Ganhamos cuca, chopp, biscoitos e flores", comenta.

Carros decorados tocando músicas típicas alemãs a todo volume ocuparam as principais ruas do município durante toda a tarde. A caminhada, que teve início em frente à sede da Comunidade Evangélica, atravessou o Centro, culminando em uma grande confraternização no Parque Princesa do Vale. Cerca de 450 dançarinos dos grupos de danças folclóricas alemãs se apresentaram para a multidão que lotou o parque.


Crescimento

O coordenador e comendador do festival, Ernani Paulo Sehn, destaca o crescimento progressivo de público nas últimas edições da festa. "Estamos com quase todas as mesas vendidas para o baile do dia 18. Para a segunda noite já estão esgotadas. A cada ano as vendas aumentam. Os bailes são muito tradicionais. Estamos com grandes expectativas para a edição desse ano", celebra.


Em família

Cristiana Knebel Matos (43) e Márcio Vinícius Matos (37) levaram os dois filhos ao desfile. Ambos participam do grupo de danças alemãs. Além de resgatar a cultura alemã, para a mãe de Heitor (4) e Vitória (9), a dança teve outro papel fundamental no desenvolvimento dos filhos. "A Vitória morria de vergonha de dançar. Ela entrou uma vez no grupo e acabou desistindo de desfilar. O Heitor era completamente tímido. Agora, os dois são super interativos com as outras crianças", conta.


Protagonista

Prato principal e protagonista do festival, o chucrute segue em conserva no prédio da Comunidade Evangélica desde o início de abril. O processo de preparo leva 40 dias para ser concluído e conta com o apoio de aproximadamente 15 voluntários da comunidade. As conservas só serão abertas no dia 18, data do baile típico, que marca o início das festividades.


Confira a programação do Festival

18 de maio - 1º Baile Típico - 20h, Centro Comunitário Cristo Rei (jantar com comida típica, apresentação dos Grupos Folclóricos)
19 de maio - 1º Café Colonial (por quilo), com apresentação dos Grupos Folclóricos - 15h, Centro Comunitário Cristo Rei
22 de maio - 25ª Festa do Idoso, com apresentação de grupos de danças convidados de diversas localidades - 9h, Centro Comunitário Cristo Rei
23 de maio - 13ª Festa das Apaes, com apresentação de danças folclóricas - 14h, Centro Comunitário Cristo Rei
25 de maio - 2º Baile Típico - 20h, Centro Comunitário Cristo Rei (jantar com comida típica, apresentação dos Grupos Folclóricos)
26 de maio - 2º Café Colonial (por quilo), com apresentação dos Grupos Folclóricos - 15h, Centro Comunitário Cristo Rei

 

 

Comments

SEE ALSO ...