Geral

Elenir Baldissera produz bonecas e peças criativas com uma das mãos

Arte serve de terapia para tratar a depressão diagnosticada há 21 anos

Créditos: Carolina Schmidt
ARTE: Elenir Baldissera com uma das bonecas que representa a sua miniatura - Carolina Schmidt

Encantado - A auxiliar de loja Elenir Portes Baldissera (45) é exemplo de superação. Ela encontrou no artesanato uma terapia e a cura para a sua depressão. Natural de Soledade, reside em Encantado desde os 11 anos. É casada, mãe de três filhos e tem três netos.

Aos 2 anos, teve convulsão e febre alta que resultaram em deficiência física na mão e perna esquerda. No entanto, isso não é empecilho para fazer peças coloridas com criatividade em EVA, papelão, caixa de leite, garrafa pet, tecido e pedrarias.

Na sua casa, podem ser encontradas bonecas, porta-joias, pulseiras, toalhas, flores e cestos, entre outros, feitos por Enelir com dedicação. A deficiência a obriga a produzir apenas com a mão direita. A outra serve como apoio para as peças. "Isso não é e nuca foi dificuldade para mim. Quando eu quero algo, vou atrás e consigo. Sempre tive o apoio do meu marido em tudo."

O ateliê é o espaço onde Elenir cria, pinta, recorta e monta as peças que já foram encaminhadas para o Paraguai e serão enviadas por encomenda para São Paulo, Paraná, Argentina e Estados Unidos. "As pessoas conhecem o meu trabalho e gostam muito, dizem que é diferente." Cada uma das bonecas, possui um nome específico com um significado peculiar para Elenir. A que mais chama atenção é aquela que representa a sua miniatura. "Essa vai ficar lá na loja", diz com um sorriso.

Terapia

Elenir foi diagnosticada com depressão há 21 anos. Como não gosta de remédio, buscou outras formas para superar. Foi quando veio a ideia de fazer o artesanato. Ela aprendeu boa parte do que sabe observando outras peças e com técnicas de cursos no Centro de Referência em Assistência Social (Cras). "Desde então, não parei mais. Para mim foi uma terapia e sempre soube que daria certo. Gosto muito do que faço e me deixa feliz." Para ela, o segredo da vida é simples: força. "Temos que enfrentar todos os nossos desafios com força e fé. Temos que acreditar sempre e ir atrás dos nossos sonhos; caso contrário, não conseguiremos. Não sou aposentada pelo meu problema, mas não tenho medo de trabalhar."

Comentários

VEJA TAMBÉM...