Geral

Em Estrela, muita diversão ladeira abaixo

2º Festival de Carrinho de Lomba levou diversas pessoas à Rua dos Topázios

Créditos: Rodrigo Angeli/Prefeitura de Estrela
- Rodrigo Angeli/Prefeitura de Estrela

Estrela - Carrinhos das mais variadas cores, tamanhos e modelos embalando ladeira abaixo. No comando ou na carona estavam homens, mulheres, crianças de todas idades e lugares. O 2º Festival de Carrinho de Lomba de Estrela, realizado no domingo (25) pela manhã, fez a alegria de centenas de pessoas que aproveitaram a inclinação da Rua dos Topázios para pegar velocidade, ou simplesmente daqueles que ficaram pelas calçadas prestigiando e aplaudindo os mais corajosos.

A promoção da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Smel) levou grande público ao Loteamento Jardim das Pedras. Mesmo os moradores da rua, que podiam assistir de camarote as descidas, foram para as calçadas acompanhar ainda mais de perto. Praticantes de diversos bairros e cidades vieram para o evento. Uma delegação com mais de 25 pessoas do clube Faiska Loka, de Nova Hartz, prestigiou a iniciativa. O grupo nasceu na cidade em abril, e hoje já conta com mais de 60 sócios. "Eu e um amigo tivemos a ideia, meio que por acaso, de descer de carrinho uma rua da nossa cidade. Colocamos isso na internet e no dia seguinte mais de 30 pessoas se inscreveram com o mesmo interesse. O clube nasceu, já temos direção, uniforme, mais de 500 pessoas que nos acompanham pela internet. Estamos aos poucos conhecendo outros eventos como este no Estado e em Santa Catarina. Mês passado realizamos uma etapa noturna", destaca William Rodrigues Mendonça.

Assim como no 1º festival, realizado em abril no Bairro Boa União, o carrinho "centopeia," de Marco Birck (47), foi um dos mais aplaudidos. O morador do Bairro Pinheiros chegou cedo para encaixar os seis carrinhos que formam a estrutura completa. "Guardo tudo em um porão de casa. Sempre gostei e brinquei com isso. Meus filhos adoram. E é legal que, com ele, posso fazer pessoas que não possuem carrinho descer comigo. Eles se divertem muito, principalmente as mulheres e crianças. A fila é sempre grande", revela Birck. Para subir a rua com a pesada estrutura ele conta com uma espécie de reboque motorizado. Não é o único motorizado. Mas a maioria precisa puxar ou empurrar. Cenas de crianças aproveitando uma "carona" dos pais na subida não são incomuns. Manobras e tombos também arrancam aplausos.

Jeferson Corrêa chama a atenção. O senhor de 60 anos desce a ladeira deitado sobre seu carrinho, na modalidade conhecida como "street sled" e é um dos que alcança a maior velocidade. "Adoro. Sempre gostei. Brinco desde meus cinco anos. E valorizo eventos como este. São uma ótima oportunidade de agregar as pessoas, delas voltarem a interagir que não em frente a um celular ou computador. Uma ótima oportunidade de pai e filho brincarem junto, se divertirem mesmo na montagem de seu carrinho", diz o morador de Santa Maria. Carrinhos imitando modelos de veículos ou mesmo o que alguns definiram como "mistura de carrinho com bicicleta" eram vários. Desde os comprados prontos pela internet como aqueles montados com os mais variados objetos. Bruno (14) e o pai Evanisio Wermann (47), de Estrela, desfalcaram um velho caminhão para colocar o assento no seu. "Mais confortável", justificaram.

O carrinho sorteado entre os inscritos antecipadamente premiou o pequeno Arthur Henrique Strehl (11º inscrito), que agora, assim como o irmão mais velho, já terá seu carrinho para a terceira edição, no primeiro semestre de 2019. 

 

Comments

SEE ALSO ...