Geral

Emater apresenta ações para cidade

Facilitar a permanência do homem no campo e motivar a sucessão rural são metas

Créditos: Alício de Assunção
PLANEJAMENTO: agrônomo Diego de Oliveira destaca atividades da Emater/Rs-Ascar

Marques de Souza

Responsável pelo escritório da Emater/RS-Ascar, o engenheiro agrônomo, Diego de Oliveira, relata as atividades no município:

O Informativo do Vale - O que a Emater oferece aos produtores rurais do município?
Diego de Oliveira - A Emater sempre teve como missão o desenvolvimento rural sustentável das propriedades agrícolas. Desta forma, temos como principais atividades o atendimento às políticas públicas, principalmente aquelas que garantem ao produtor rural o acesso ao crédito para a agricultura familiar, podendo este reinvestir em suas propriedades e manter-se atualizado das tecnologias e processos que facilitem a permanência do homem no campo e, principalmente, a sucessão rural. Além das visitas rotineiras às famílias e atendimentos destas no escritório municipal para busca de crédito rural ou auxílio técnico, a Emater também participa dos conselhos municipais de Agricultura, Assistência Social, Alimentação Escolar, Turismo e Meio Ambiente, a fim de auxiliar nas decisões e acrescentar ao grupo ideias e argumentações para melhorar o desenvolvimento do município.

O Informativo do Vale - Como você vê o setor agrícola de Marques de Souza?
Oliveira - Estamos envolvidos com o Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar, um programa do Governo do Estado em que 28 famílias do município recebem acompanhamento contínuo, tanto em questões técnicas de produção, como também de avaliação financeira dos investimentos, a fim de verificar se o investimento está "valendo a pena". É uma forma de profissionalizar o agricultor, anotando tudo o que se passa na propriedade, e identificar pontos de ajustes, melhorando os lucros. Marques de Souza possui um território extenso, em que a agricultura entrega a maior parte da renda para o município. A bovinocultura leiteira é a que possui maior número de empreendimentos, gerando elevada movimentação financeira no comércio local. Também há a suinocultura e avicultura como atividades importantes no setor agrícola. Devido à proximidade com Lajeado, os produtores estão atentando para a produção de olerícolas, desenvolvendo um mercado ainda pouco explorado no município.

O Informativo do Vale - Qual o envolvimento da entidade com o turismo rural.
Oliveira - No turismo rural, o objetivo da Emater é atender àquele produtor que se encontra em determinado roteiro e incentivá-lo a buscar outra fonte de renda no turismo. Desta forma, mostramos ao produtor que é importante manter a simplicidade da propriedade, porém com a organização dos arredores, proporcionar a criação de atividades que possam melhorar o atendimento ao turista e auxiliar na criação de rotas turísticas que possam vir a surgir nas localidades.

O Informativo do Vale - O que a comunidade pode esperar da Emater local para 2019?
Oliveira - Para 2019, nosso objetivo é atender da melhor forma o produtor rural, sempre atento para as políticas públicas disponíveis, contando sempre com a Prefeitura de Marques de Souza e outras parcerias envolvidas no trabalho de nossa empresa, buscando continuamente o desenvolvimento sustentável para todos os atendidos. Ressalto, também, que continuaremos fortalecendo ações grupais, como dias de campo, reuniões técnicas, palestras e visitas técnicas ou excursões, em que um grupo de produtores, em um curto espaço de tempo, adquire conhecimento para o bom desenvolvimento de sua propriedade. É uma prática que podemos contar com toda a equipe técnica do Escritório Regional de Lajeado, que está situada naquele município. Há uma estrutura organizada e articulada em diversos assuntos, que podemos utilizar. Também o atendimento a grupos de artesanato e clubes de mães, por exemplo, faz com que consigamos atingir um maior número de agricultores, e desta forma difundir práticas e técnicas que facilitem o dia a dia do produtor rural.

Comentários

VEJA TAMBÉM...