Geral

Encenação da Paixão de Cristo atrai mais de 10 mil pessoas em Imigrante

Clássica apresentação anual em Daltro Filho envolve mais 100 atores em dois dias de espetáculo

Créditos: Cristiano Duarte
PAIXÃO DE CRISTO: da crucificação à ressurreição, encenação da história de Jesus relembrou trechos da vida do filho de Deus - Cris Thomé/Divulgação

Imigrantes - Ao voltar à vida no domingo seguinte a sexta-feira em que foi crucificado, Jesus disse aos seus fiéis que todos precisavam saber dele. "Conta que me viu e que eu voltei. É chegada a hora de espalhar isso ao mundo. Vocês serão a minha voz e curarão pelas minhas mãos. O reino de Deus está em vossos corações", disse o filho de Deus à Maria Madalena.

Mais de 10 mil pessoas assistiram à Paixão de Cristo no Convento Franciscano São Boaventura, em Daltro Filho, nos dois dias de encenação, na sexta-feira e sábado. Trechos da vida de Jesus foram interpretados por mais de cem atores que levaram ao público as emoções da obra e dos milagres deixados pelo filho de Deus. "Jesus foi um ser humano. Ele esteve e está entre nós em todos os momentos levando sua mensagem de paz", diz emocionado Alex Possamai, ator que interpreta Jesus Cristo pela quarta vez no espetáculo.

Segundo o prefeito Celso Kaplan, na noite de sábado, pelo menos dez excursões de diversas cidades do estado levaram pessoas para conferir a 14ª edição espetáculo. Para a concretização da peça, o governo investe mais de R$ 120 mil. "O sucesso da atração é a prova de que as pessoas ainda procuram por eventos culturais e momentos religiosos para estarem com suas famílias. Muitos pais que vieram hoje no espetáculo, foram filhos em outras edições. Isso nos emociona", destaca Celso Kaplan.

Do encontro com os 12 apóstolos à crucificação, a 14ª Paixão de Cristo relembrou os feitos de Jesus, como a ressurreição de Lázaro, depois de morto por quatro dias. "Aqueles que acreditarem em mim retornarão a vida", disse Jesus.

Feliz pelo sucesso de público, o secretário municipal de Cultura, David Orling, enfatiza que a Páscoa, acima de tudo, aponta para Jesus Cristo. "Saber que as pessoas partilham da esperança de Cristo é algo louvável. Com a força do amor, não existe medo", diz.

No momento em que até os apóstolos duvidaram sobre o retorno de Cristo à vida, Jesus apareceu a eles, ao fim da peça, e deixou a mensagem de que o reino de Deus não é algo que se possa ver com os olhos, é algo que está dentro de cada um. "Logo estarei entre todos", anunciou.

Para Roberta Hofle, da Associação Cultural de Imigrante, a encenação de Paixão de Cristo de Daltro Filho mostra o quão importante é falar sobre a história de Cristo num momento em que a sociedade enfrenta tanta violência e desentendimento. "Precisamos refletir mais sobre amor e perdão".

 

 

Comments

SEE ALSO ...