Geral

Estudantes do Haiti realizam pesquisa com conterrâneos

Acadêmicos de Relações Internacionais entrevistam grupo atendido pelo Cras em Lajeado

Créditos: Da redação
Haitianos atendidos pelo Cras respondem às questões da pesquisa - Pietra Darde/Prefeitura de Lajeado/divulgação

Lajeado - Barbara Sarafini (22) e Mackly Ford (24) são estudantes do Curso de Relações Internacionais no Haiti e vieram ao Brasil para estudar as condições de vida de seus conterrâneos. Integram o grupo de dez acadêmicos que desembarcaram no país na última semana do ano, em diversos Estados. Integrantes do Centro de Estudos Diplomático e Internacional do Haiti, eles entrevistaram 40 haitianos que residem em Lajeado e são atendidos no Centro de Referência de Assistência Social - Espaço de Cidadania. A cidade foi escolhida porque coordenador do curso conhece os haitianos que moram no Vale do Taquari, entre eles Renel Simon, que trabalha no Cras, atendendo os estrangeiros.

Simon recebeu os alunos em Lajeado. Com a pesquisa intitulada A Imigração Haitiana no Brasil em Jogo e Perspectiva, Barbara e Mackly também visitaram municípios como Encantado e Arroio do Meio, para conversar com haitianos que vivem na região. "O estudo envolve questionamentos sobre a expectativa de vida deles em relação ao Brasil, sobre o modelo da educação, perspectivas, diferenças entre as culturas e música", explica Simon. O próximo passo é analisar os dados no Haiti, para buscar formas de melhorar as condições de vida para que permaneçam na cidade e como podem contribuir com o município.  Antes do retorno, no último dia 29, os estudantes aproveitaram para conhecer o Centro Administrativo da prefeitura e o prefeito Marcelo Caumo. 

Comments

SEE ALSO ...