Geral

Gestão na propriedade é tema de curso

Programa de Sucessão Familiar Languiru encerra cronograma de 2018

Créditos: Da redação
Capacitação: estudantes voltaram a receber instruções sobre aspectos gerenciais - Éderson Moisés Käfer

Teutônia - É preciso registrar e sincronizar todas as movimentações envolvendo números na propriedade rural. Os estudantes do Programa de Sucessão Familiar Languiru retornaram para suas casas com essa constatação, depois de participarem do módulo que retomou o debate da gestão de custos na propriedade rural. O professor Martin Schulz conduziu os encontros na Associação dos Funcionários da Languiru. O módulo de dezembro encerrou o cronograma de 2018, uma vez que a grade curricular recomeça no próximo dia 17 de janeiro, quando iniciam-se as aulas em 2019.

Despesas fixas e variáveis

Schulz esclareceu que gasto é tudo aquilo que se desembolsa para atender as finalidades da propriedade rural mediante atividades de produção, administração e vendas. Reforçou que os investimentos são necessários para as atividades de produção de bens e serviços, administração e vendas. "A longo prazo, os investimentos podem se tornar custos ou despesas por meio da depreciação ou amortização", complementou.
Explicou que as despesas podem ser enquadradas de duas formas: as fixas, que não mudam, independente do volume de produção e vendas apropriadas ao resultado do período, podendo ser representadas pelo ITR, Incra e Funrural; e as despesas variáveis, que estão relacionadas à entrega de produtos que varia conforme o volume de vendas, como fretes, IR, ICMS, PIS e Cofins.
O professor ainda organizou dinâmicas para otimizar o aprendizado dos jovens produtores, separando-os em grupos e propondo que mencionassem exemplos de investimentos, custos e despesas. Por fim, os estudantes preencheram planilha que simulava a gestão de custos na propriedade rural.

Comentários

VEJA TAMBÉM...