Geral

Insistir

Ex-atleta da Seleção Brasileira e técnico de futsal, Edmilson Bella é natural de Caxias do Sul, mas firmou raízes no Vale do Taquari e hoje não é só treinador da Alaf, como também faz parte da diretoria do clube. Em pou

Créditos: Guilherme Rossini
- Caroline Silva

O Informativo do Vale - Quem é Edmilson Bella?

Edmilson Bella - Nascido e criado em Caxias do Sul, mas atualmente com raízes firmadas no Vale do Taquari, o Bella é um treinador muito exigente, às vezes, até chato demais. Muito perfeccionista em tudo que faz, e como grande vencedor na carreira, tenta transmitir tudo isso para dentro de quadra. Mas, além de tudo isso, ainda é muito emotivo, principalmente por toda essa parte de convívio com os atletas, sabendo de todas as dificuldades que eles passam, como ficar longe da família para correr atrás dos seus sonhos. Por isso, às vezes, o Bella tem que ser um pai, um porto seguro para eles.

O Informativo do Vale - Quando você descobriu que viveria do futsal?

Bella - A minha vida toda foi um acaso. Eu jogava vôlei, mas em uma oportunidade, faltou um menino na equipe de futsal e eu fui jogar. Com isso, a equipe que eu joguei contra, a Enxuta, me convidou para fazer parte do clube. Eu não acreditei naquilo. Mas, comecei a jogar e, ao ver um dia um de meus colegas na Seleção Brasileira, aquilo me marcou muito. Aos 18 anos, vi que era isso que eu queria e fui aos poucos me tornando um atleta profissional e conquistando meu espaço. E, com muita insistência, consegui ser um dos maiores atletas vencedores do Brasil, chegando à Seleção. Por vir de uma família muito pobre, foi muito difícil para conquistar tudo o que consegui, mas com o apoio deles, eu realizei meus sonhos.

O Informativo do Vale - Quando você decidiu que poderia ser treinador?

Bella - Em 2008, vi que não conseguiria mais jogar, com isso, tive uma experiência na gestão do futebol de campo do Brasil, de Farroupilha. Porém, percebi que não era aquilo que eu queria. Eu estudei, me preparei para ser técnico, e dou graças a Deus que está dando certo.

O Informativo do Vale - Como se deu a identificação com a Alaf?

Bella - Eu fui muito bem acolhido, não só pela Alaf, como também pelo Vale do Taquari. Como a minha esposa trabalha em Estrela, pude unir o útil ao agradável e me mudar para cá. Eu sempre conheci a Alaf como um clube grande e, em 2017, tive a oportunidade de vir para o Vale. Posso dizer que sou muito feliz aqui, pela identificação com as pessoas que estão aqui dentro do clube, pela cidade maravilhosa e também pelas pessoas que se envolvem com esporte na região. Tem situações que o pessoal brinca que eu não saio mais da Alaf. Pode ser uma verdade. Até já tive propostas de fora do país, melhores financeiramente, mas dinheiro não é tudo. Sou muito feliz aqui, com minha família.

O Informativo do Vale - Quais as suas principais conquistas?

Bella - O respeito dentro do esporte. É logico que ninguém agrada todo mundo, mas dentro do futsal, pelo meu caráter e pelo meu trabalho, acredito que 99% das pessoas me respeitem. Consegui muitas coisas na vida, com muita luta, por isso eu sempre digo, quem quer, consegue, pois não existe o impossível na vida.

O Informativo do Vale - Como você projeta seu futuro?

Bella - Às vezes, as pessoas valorizam muito o dinheiro. Aqui tenho minha família, amigos, imprensa e pessoas que me tratam muito bem, que são coisas que não se compra. Claro que todo mundo pensa em evoluir na vida profissional. Mas, para me tirar essa certeza que eu tenho aqui, de um trabalho sério, com estrutura e respeito... Realmente meu sonho hoje é ver a Alaf grande, onde ela deveria estar.

Foto: Caroline Silva

Comments

SEE ALSO ...