Geral

Legislativo debate propostas do Plano Diretor em cinco bairros

Entidades que ajudaram a elaborar o projeto participaram da reunião das comissões

Créditos: Julian Kober
REUNIÃO: vereadores e entidades debatem mudanças do Plano Diretor aos Bairros Santo Antônio, Morro 25, Nações, Conservas e Jardim do Cedro - Julian Kober

Lajeado - Vereadores voltaram a debater o Plano Diretor Lajeado 2040 durante a reunião das comissões, realizada ontem que focou nas mudanças nos Bairros Santo Antônio, Morro 25, Nações, Conservas e Jardim do Cedro. Vereadores trouxeram questionamentos envolvendo alterações na malha viária, desde a inclusão de mais vias de ligamento e o alargamento da Avenida Beira Rio, à classificação de loteamentos e implantação de área de lazer. O titular da Secretaria de Planejamento e Urbanismo, Rafael Zanatta ressaltou a necessidade de entender o objetivo do Plano Diretor. "Ele cuida basicamente do ordenamento da cidade e os usos do solo da cidade."

O presidente da Comissão de Finanças e Orçamento, vereador Carlos Eduardo Ranzi (MDB), destaca a importância de discutir o projeto com as entidades que ajudaram a elaborá-lo, pois ajudará em possíveis emendas ao Plano Diretor. "A melhor maneira é nós construirmos juntos, entender o que foi construído até aqui e os motivos pelos quais o mapa apresentado é aquele no projeto."

Para que o Legislativo não apresentasse muitas emendas ao projeto, que já conta com 87 páginas, a arquiteta Marta Peixoto, da Seavat, sugeriu aos vereadores encaminhar ideias ao Executivo. "Em Santa Cruz do Sul colocaram vinte emendas. Fica ruim de estudar. Podemos fazer mudanças no projeto antes da votação."

As entidades dispuseram a responder possíveis dúvidas do Legislativo por e-mail antes da próxima reunião. "Fica mais rápido e mais prático de fazer encaminhamentos se recebermos as propostas antes", destaca Maria Otília Klein. Na próxima quinta-feira, dia 16, a reunião das comissões analisará as propostas para os Bairros Floresta, Moinhos D'Água e São Bento.

Participaram ainda Marta Peixoto, Katia Berteli, Maria Otilia, Karine Kolling, Evelise Ribeiro e Ricardo Mussiló, representando a Sociedade dos Engenheiros e Arquitetos do Vale do Alto Taquari (Seavat); Jairo Valandro e Roberto Jachetti, do Sindicato das Indústrias da Construção, Mobiliário, Marcenarias, Olarias e Cerâmicas para Construção, Artefatos e Produtos de Cimento e Concreto Pré-Misturado do Vale do Taquari (Sinduscom-VT); e o engenheiro civil Robledo Müller, da Univates.


Projeto que autoriza instalação da Draco será votada na próxima semana

A Prefeitura de Lajeado encaminhou à Câmara de Vereadores o projeto de lei que autoriza o Executivo a firmar convênio com o Governo do Estado para a instalação da Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) no município. A PL-43 entrará em votação na próxima terça-feira.

Conforme o documento, a Administração Municipal vai locar um imóvel localizado na Avenida dos 15, Bairro Florestal. O valor do aluguel é de R$ 6 mil. Para o convênio, o Executivo também pede autorização de abertura de crédito especial no valor de R$ 51.460,89 para pagar oito meses de aluguel.

Comments

SEE ALSO ...