Geral

Medalha da Vitória ao corajoso soldado José Maria Vedoy da Silva

Ex-combatente atuou junto à Força Expedicionária Brasileira (FEB) na II Guerra Mundial

Créditos: Rita de Cássia
Exército reconhece contribuição do ex-combatente - Lidiane Mallmann

Lajeado - O passado guarda segredos e lembranças dos quais, muitas vezes, José Maria Vedoy da Silva (97) prefere não falar. Mas seu ato de bravura merece todo o reconhecimento. Prova disso é a homenagem concedida ontem pelo secretário geral do Exército em Brasília, com a Medalha da Vitória, entregue pelo comandante do 7º Batalhão de Infantaria Blindado - Regimento Gomes Carneiro, o coronel Christian Augusto dos Santos Cravo, da unidade do Exército de Santa Cruz do Sul. Ele esteve acompanhado do primeiro sargento Giovane Santana Gonçalves, adjunto de comando do batalhão. A insígnia foi colocada ao lado de outra tão importante quanto, a Medalha de Campanha - criada em agosto de 1944 e entregue em junho de 1965 - aos que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB) e participaram de operações na Itália, durante a II Guerra Mundial.

O pracinha também recebeu uma placa das mãos do prefeito de Boqueirão do Leão, Paulo Joel Ferreira. Seu "Dedé", como é conhecido, residia no município até dois meses atrás. Agora, mora com familiares no Bairro Jardim do Cedro, onde ocorreu a entrega. "Estou muito feliz e emocionado com a homenagem", afirma, entre abraços e sorrisos de familiares e amigos que lotaram a casa para ver de perto a honraria. O leoboqueirense teve nove filhos, 26 netos e 14 bisnetos. Parte deles comemorou com bolo decorado, salgadinhos e refrigerante. Afinal, foi um dia de festa para esse ilustre homem que enfrentou com coragem os horrores da guerra em tempos ainda mais difíceis, baixas temperaturas e muitas incertezas sobre o que encontraria na Europa.

No peito: José Maria Vedoy da Silva ostenta as medalhas da Campanha, ganha em 1965, e a da Vitória, entregue ontem pelo Exército Brasileiro/Lidiane Mallmann

 Medalha

O Decreto 5.023, de 23 de março de 2004, criou a Medalha da Vitória em reconhecimento à atuação do Brasil em defesa da liberdade e da paz mundial, em especial na II Guerra Mundial. Ela destina-se a agraciar militares das Forças Armadas, civis nacionais, militares e civis estrangeiros, policiais e bombeiros militares e às organizações militares e instituições civis nacionais que tenham contribuído para a difusão dos feitos da Força Expedicionária Brasileira e dos demais combatentes brasileiros durante a II Guerra Mundial, participado de conflitos internacionais na defesa dos interesses do país, integrado missões de paz, prestado serviços relevantes ou apoiado o Ministério da Defesa no cumprimento a suas missões constitucionais.

>> Com a palavra

"É uma felicidade muito grande em podermos contar com José Vedoy da Silva sendo vinculado ao Batalhão. E é uma grande satisfação estar aqui prestando essa homenagem com a presença dos familiares e amigos. Ele representa a história do Brasil, do Exército Brasileiro e dos nossos herois que lutaram contra o Exército alemão nos campos da Itália, muitas vezes sob um inverno rigoroso, para combater a expansão do nazismo no mundo, de modo que puderam contribuir com a história da humanidade no final do século XX. Há mais de 70 anos essas pessoas saíram de um país agrícola, plantador de café, para defender a democracia. É um dever de todo o brasileiro cultuar os antepassados que ajudaram a construir o Brasil da forma como ele é hoje."
Coronel Christian Augusto dos Santos Cravo, comandante do 7º Batalhão de Infantaria Blindado - Regimento Gomes Carneiro, unidade do Exército de Santa Cruz do Sul

"Seu José uma figura muito conhecida no nosso município e a quem tive a honra de conceder o título de cidadão honorário. Ele é um orgulho para a família, para todos nós e para o Brasil. Temos que exaltar os seus feitos para que os jovens conheçam e valorizem a história."
Paulo Joel Ferreira, prefeito de Boqueirão do Leão

"Eu conhecia a medalha, mas nunca imaginei que ele receberia uma delas. Para nós, representa um grande troféu. Ficamos sem palavras para agradecer, mas estamos muito felizes."
Darci Vedoy da Silva, filho

"Quando o Exército entrou em contato conosco, mencionou que é um orgulho para eles entregar essa medalha. Imagina então para nós, da família. É muito gratificante. É algo que não tem preço. Sabemos que é uma grande honra."
Cleimar Vedoy da Silva, neto

 

Confira o vídeo:

Comments

SEE ALSO ...