Geral

Membro do MDV é ameaçado por suposto esquerdista armado

Discussão entre integrante do MDV e homem que se afirma politicamente de "esquerda" num grupo no Facebook virou caso de polícia. Vítima recebeu fotos de opositor munido de rifle e de frases ameaçadoras


- Reprodução

Um debate no grupo do Facebook "Política Lajeado" acabou em caso de polícia, sábado, 13. Um dos integrantes, de iniciais H.B., que se diz identificado com viés político de esquerda ameaçou o membro do Movimento Direita dos Vales (MDV), Jones Schmitt (30), utilizando fotos com armas e frases intimidadoras contra a vítima no chat da plataforma.

O caso iniciou por volta das 15h da sexta-feira, 12. Conforme a vítima, depois de uma postagem feita pelo ameaçador, Schmitt teria reagido utilizando uma "risada". Isso teria sido suficiente para que o homem, que diverge politicamente do integrante do MDV, passasse a enviar fotos munido de um rifle e balas na boca para o Facebook pessoal de Schmitt.

"A primeira coisa que pensei foi no meu filho de um ano e meio. Não acredito que ele faria as coisas que ele ameaçou fazer, porém fiquei e ainda estou em alerta - sempre perto de minha esposa e do meu filho", conta.
No chat com Schmitt, o ameaçador disse: "te admiro por se expor assim, sempre vou te provocar, tô começando a gostar das tuas risadinhas". E continuou: "nem vou comentar nada (no grupo), vou te mandar algo direto aqui". Em seguida, o suposto "esquerdista" passou a enviar fotos com o rifle para amedrontar Schmitt.

A vítima decidiu compartilhar as ameaças que estava recebendo de forma direta no chat com o grupo "Política Lajeado". Assim que percebeu que o ameaçado estava expondo o caso para os demais membros do grupo, passou novamente a intimidá-lo.

"Para que você está postando no grupo... Quando preciso pagar uns boletos eu assalto bancos com esse fuzil 556" e encaminhou mais uma foto armado para atemorizar Schmitt. "Sei que sou bem desprecavido em relação as imagens, mas não estou nem aí", acrescentou.

"Em momento algum respondi ele no privado, realmente achei que não valia a pena iniciar uma discussão. O que fiz, foi postar os prints novamente no grupo com um relato, marcando administrador do grupo 'Política Lajeado'", relata Schmitt.

Depois das ameaças, a vítima acabou deixando o grupo alegando que "pessoas no grupo que pregam democracia intimidam quem discorda (?) Sou atirador esportivo certificado pelo Exército Brasilio e poderia fazer o mesmo que quem me ameaçou fez, mas não preciso ter este tipo de comportamento infantil para inflar meu ego".

MDV

Em nota à reportagem de O Informativo do Vale, o MDV se manifestou contra o modo de discurso utilizado pelo membro do grupo no Facebook:
"Lamentamos que este tipo de coisa ainda aconteça. Ninguém deveria sofrer ameaça ou intimidações apenas pela sua opinião pessoal.
Intolerantes e agressivos, quem são mesmo, nós da Direita ou eles da Esquerda? Mostra apenas a hipocrisia impregnada na esquerda".

Política de Lajeado

O criador e administrador do grupo no Facebook "Política Lajeado", Douglas Sandri, relata que também já foi ameaçado por membros de "esquerda".
"No período em que atuei como secretário do Desenvolvimento Econômico, houve uma vez em que cheguei na minha sala e encontrei marca de tiro no vidro. Além disso, já havia recebido ameaças, inclusive de morte. Era no período que o município discutia a liberação para o trabalho aos domingos no comércio", revela Sandri. Estes casos foram registrados na Polícia Civil naquela época.

Sandri, enquanto administrador do grupo, decidiu excluir o ameaçador. "É inaceitável este tipo de atitude. Já vimos diversas discussões acaloradas entre pessoas com visões diferentes, mas coibir membros do grupo com uso de armas é um ataque a liberdade de expressão. É o primeiro membro excluído deste grupo. Espero que este sujeito responda pelos atos criminosos que praticou. Em um país sério, ele já estaria preso", desabafa Sandri.

O ameaçador

A reportagem de O Informativo do Vale tentou contato com o homem que fez as ameaças contra o integrante do MDV, porém, não obteve resposta.
Em publicações no Facebook, o ameaçador afirma que a arma na foto era de "pressão" e outra registrada de um terceiro.
"Foi inapropriado mesmo mandar (as fotos). Às vezes bebo e faço coisas erradas. Não tive intenção de intimidar. Não tenho raiva do integrante do MDV e nem tenho acesso as armas de chumbo".

 

Comments

SEE ALSO ...