Geral

O estádio que trocou de bairro sem sair do lugar

Crescimento do município provocou mudanças na divisão territorial e fez campo pertencer a outro povoado

Créditos: Matheus Aguilar
Luís Antônio Marquetto, o Tonho: jogador do clube também é ecônomo e responsável pela qualidade do gramado - Matheus Aguilar

Lajeado - O terreno fica na junção da Avenida Senador Alberto Pasqualini com a Rua Sabiá. Sempre foi ali. Antigamente, era Bairro Piraí. Há quem diga que a região chegou a ser do Bairro Americano. Agora fica no Universitário.

Adquirida em 1959, a área foi escolhida pelo Esporte Clube Americano para construção de seu estádio. O que não se imaginava, na época, é que Lajeado cresceria e a área seria desmembrada em três bairros distintos. Parte permaneceria com o nome original e ainda surgiriam o São Cristóvão e o Universitário. E este último ganhou a honra de ser a sede do Esporte Clube Americano Coroas, como passou a se chamar o clube desde a fusão de duas instituições esportivas.

A ligação com o Universitário, agora, vai além do terreno. O cuidado com o gramado é de responsabilidade de um morador do bairro, também jogador do Coroas. Luís Antônio Marquetto, o "Tonho" fez sua estreia na equipe em 13 de outubro de 2006. Agora é o atual ecônomo do clube. Para garantir que a bola role bem durante os jogos que ocorrem todos os sábados, mantém a grama sempre bem aparada. "Agora no verão, corto pelo menos duas vezes por semana", explica. A exceção foi na semana que passou. "Deixei crescer um pouco mais para tirar as rosetas", admite.

O campo fica distante cerca de 500 metros da Universidade do Vale do Taquari (Univates). O nome do bairro se deve à influência e vizinhança da antiga Associação Pró-Ensino Universitário do Alto Taquari (Apeuat), depois Fundação Alto Taquari de Ensino Superior (Fates), atualmente Univates, entidades mantenedoras dos cursos universitários.

 

Clube de futebol

Reza a lenda que antigos funcionários da Souza Cruz gostavam de bater uma bolinha. Como a empresa fez muitos norte-americanos mudarem-se para Lajeado, a área onde esses estrangeiros se instalaram tornou-se bairro, cujo nome faz homenagem ao gentílico de sua origem. Com o passar dos anos, grupos de moradores começaram a se reunir para a prática esportiva. O gosto pelos esportes fez com que fosse fundado o Esporte Clube Americano, em 7 de julho de 1958.

Os primeiros jogos como anfitrião foram realizados no campo do Colégio São José, pertencente aos irmãos maristas, no Centro. Para erguer seu estádio, os "americanos" adquiriram uma área de terras em frente à uma subestação de energia na antiga estrada geral. Na ocasião, aquela área ficava ainda dentro do Bairro Piraí. Com o crescimento populacional de Lajeado, houve o desmembramento em São Cristóvão e Universitário. O campo do clube, no entanto, ficou nos limites do que hoje se conhece por Universitário.

A trajetória está narrada no livro Esporte Clube Americano Coroas: décadas de esporte e lazer, de Ana Cecília Togni, lançado em 2016 pela Editora da Univates, instituição de ensino vizinha ao estádio.

Comments

SEE ALSO ...