Geral

Orquestra Jovem de Lajeado abre novos caminhos

Fundada em 2017, neste ano a Orquestra fez sua primeira apresentação fora da região, durante a Feicap, em Três Passos

Créditos: Natália Richter
MÚSICA: a Orquestra conta com repertório que busca agradar todos os públicos em suas apresentações - repodução/arquivo

Lajeado - O ano começou com o pé direito para a Orquestra Jovem de Lajeado. O grupo fez a sua primeira apresentação fora da região, durante a Feira da Indústria, Comércio e Agropecuária (Feicap), em Três Passos.

O conjunto que leva música e emoção ao público há dois anos, iniciou pelo maestro e professor de música, Rodrigo Ruárez (35). Em 2017, Ruárez convidou alguns de seus alunos e ex-alunos para formar um grupo que fugisse dos moldes convencionais, inspirado em big bands.

A formação inicial contava com 17 músicos divididos em bateria, percussão, teclado, baixo, guitarra, saxofones tenor e alto, trompete, trombone e dois vocalistas (1 masculino e um 1 feminino). Ruárez conta que o conjunto sempre se preocupou em montar um repertório que agradasse todos os públicos. "O nome 'Jovem' não está relacionado à idade de seus componentes e sim ao repertório", explica.

Desde o primeiro ano de formação, a Orquestra recebeu diversos convites para se apresentar na região. Um dos primeiros espetáculos que fizeram foi durante a abertura do Natal das Orquídeas, em Mato Leitão. O grupo vem ganhando espaço na região, tocando em eventos como o Momento Mulher, alusivo ao mês das mulheres que foi realizado em 2018, e celebrações natalinas em Estrela e Lajeado. No ano passado o conjunto também participou do programa Conecte C - Edição Especial da rádio Univates.

Fundada em 2017, a Associação Cultural Música & Arte é a mantenedora da Orquestra e se mantém com a renda dos shows e doações. A diretoria da associação é formada por apoiadores e pais dos músicos.

Os músicos também recebem um cachê a cada show. O valor recebido vai de acordo com o do contrato. "É a forma de valorizá-los pelo trabalho e esforço", fala Ruárez.

 
Quem faz a Orquestra

A formação atual da Orquestra Jovem de Lajeado conta com 21 músicos entre 15 e 37 anos de idade.

Com um repertório que vai desde Luiz Gonzaga a Mamonas Assassinas e Roupa Nova, os ensaios da banda são semanais, todos os sábados, às 9h30min.

Entre os que fazem parte do corpo da Orquestra desde o seu início está Abel Cândido Bibiano (37). Apaixonado por música, Bibiano toca desde o sete anos de idade e já fez parte de bandas do Rio Grande do Sul e de outros estados. Em março de 2017, foi convidado pelo maestro Rodrigo Ruárez para um novo desafio. Ao lado de Ruárez, ele é um dos sócios-fundadores da Associação Cultural Música & Arte. Bibiano é tecladista e percussionista da banda.

Com rotinas de ensaio intensas, ele conta que os músicos buscam seu aperfeiçoamento técnico musical. "Por ser um conjunto de vinte jovens tocando juntos ao mesmo tempo, precisamos ter sincronia e qualidade. Isso requer esforço e intensidade", fala. Bibiano acrescenta que para chegar ao sincronismo e o êxito nas músicas é necessário repetir a peça várias vezes.

Participar da orquestra fez com que Bibiano conhecesse um outro lado da área musical. "Os músicos de orquestras são mais cobrados, mais disciplinados, com regras e muito estudo. Isso ampliou minha visão com a música", completa.


Da sala de aula para os palcos


A estudante Clara Luísa Groders (17), umas das mais jovens do grupo, também faz parte dele desde o início. Ela foi convidada por Ruárez após ser sua aluna na escola onde ele lecionava música.
Clara relata que fazer parte do conjunto é uma fração importante da sua vida. "Participar da orquestra me trouxe responsabilidades como a execução de músicas, ensaios e apresentações. Além disso, me proporcionou novas amizades com pessoas que só conheci por meio dela", comenta.
Como uma das vocais da orquestra, para Clara os ensaios rígidos e contínuos fazem valer a pena as duas horas semanais de total dedicação à música. O grupo aproveita cada minuto para tirar o melhor de todos e deixar o repertório bem preparado para cada apresentação.

 
Novas experiências
Uma das mais novas vocalistas, Thaís Lohmann (26) entrou para o conjunto em abril deste ano, ao convite do maestro Ruárez. A arquiteta tem íntima relação com a música. Além de participar da orquestra canta em missas, eventos sociais e rodeios artísticos. Ela conta que desde que entrou para o grupo sente que a experiência auxilia, indiretamente, em suas outras atividades.

 

Jantar baile

E este é o terceiro ano do tradicional jantar baile promovido pela Orquestra Jovem de Lajeado, que acontece no dia 12 de outubro, na Ser São Cristóvão, em Lajeado. Durante a noite, além do jantar, o público pode curtir o concerto da orquestra e o baile, que neste ano fica por conta da banda Nova Estação, de Venâncio Aires. Os cartões custam R$ 40 e podem ser adquiridos om os músicos, pelo Facebook da página, pelo e-mail [email protected] ou pelo número (51) 984719995. O valor arrecadado ajuda a manter a orquestra durante o ano.

Comments

SEE ALSO ...