Geral

Palestras marcam os 5 anos do Tecnovates

Painéis sobre o futuro do mercado automobilístico e automatização de processos em transportadoras foram temas do debate

Créditos: Cristiano Duarte
O que está em debate atualmente é como o automóvel vai se comunicar com as cidades - Cristiano Duarte

LAJEADO | Engenheiros mecânicos perdem os holofotes nos encontros sobre tecnologia automotiva na Alemanha para os criadores de aplicativos como Waze, Google e WhatsApp. O mercado busca acompanhar a tendência de integração entre o gosto do público por estas plataformas e a relação dos veículos com a cidade e essas tecnologias.

Palestra do economista, radialista e empresário Rogério Wink debateu a mobilidade urbana a partir de carros autônomos e integração de tecnologias nos displays dos veículos. "O que está em debate hoje é como o automóvel vai se comunicar com as cidades. Os carros inteligentes, além de integrarem o motorista com as tecnologias que utilizam no dia a dia, visam diminuir os acidentes em até 99%", estima Wink.

A palestra do empresário fez parte da celebração de 5 anos das instalações do Tecnovates, ontem à noite, no auditório do prédio 20, da Univates. Além de Wink, um painel feito pelo administrador Diego Tomazzi abordou temas como "Logística e mobilidade, a inovação na prática.

Debatendo sobre a "logística 4.0", Tomazzi acredita que a automação de processos dentro de uma transportadora serão diferenciais no futuro em termos de competitividade.

"As transportadoras líderes, antigamente, eram aquelas que tinham a maior frota de caminhão. Hoje, são as que possuem mais informações, tecnologias e conexões ao seus dispor. A inovação, na maioria das vezes está em processos simples, na rotina de empresas tradicionais", explica Tomazzi.

 

O Tecnovates

Espaço identifica com o Vale do Taquari para gerar empreendedorismo inovador na região, o Parque Científico e Tecnológico do Vale do Taquari (Tecnovates) foi criado em 2010 e iniciou suas atividades em 2011. A partir de julho de 2014 passou a ter estrutura própria, com a construção do complexo que atua de forma integrada com os governos, empresas e a sociedade.
Para a diretora de Inovação e Sustentabilidade do Tecnovates, Simone Stülp, o papel da instituição é estar cada vez mais além dos muros da universidade para atender e acompanhar os projetos inovadores que ocorrem na região. "Nosso objetivo é estar junto das demandas de nossa cidade e de nossa região", diz.

Embora seja destaque nas áreas de pesquisa, geração de conhecimento e inovação no Vale do Taquari, o Tecnovates atua também em parceria com empresas de outras regiões e tem visão de inserção global por meio de ações de intercâmbio de estudantes nas organização e contato com parques e empresas do exterior.

Hoje, o Tecnovates conta com mais de 30 empresas incubadas e 30 parceiros associados.

 

Futuro

Segundo a União Internacional de Telecomunicações:

Até 2025, o mundo poderá ter 150 bilhões de dispositivos móveis de comunicação

Carros inteligentes reduzirão os índices de acidentes em até 99%

 

O empresário Rogério Wink abordou o futuro da mobilidade urbana por meio das tecnologias dispostas nos veículos (Cristiano Duarte)

Comments

SEE ALSO ...