Geral

Polos ervateiros se unem para fortalecer o turismo

Ilópolis, maior produtor de erva-mate do Estado, firma parceria com Novo Barreiro

Créditos: Julian Kober
- Divulgação/Emater

ILÓPOLIS - Representantes de duas das mais importantes regiões produtoras de erva-mate do Estado, Ilópolis (Vale do Taquari) e Novo Barreiro (Planalto/Missões) firmaram o Acordo de Cooperação para Ações de Turismo em Erva-Mate.

Uma reunião técnica entre os dois municípios visando ao fomento do turismo nos polos ervateiros ocorreu na Câmara de Vereadores de Novo Barreiro, no dia 28 de junho. Na oportunidade, também foram apresentadas as potencialidades turísticas de cada município e dos respectivos polos a que fazem parte

O acordo firmado pelos prefeitos de Ilópolis, Edmar Pedro Rovadoschi, e Novo Barreiro, Edinaldo Rossetto, será assinado em setembro, durante a realização da Feimate, em Novo Barreiro, e institucionalizado oficialmente em novembro, durante a Turismate, em Ilópolis.

A iniciativa contempla ação do programa gaúcho para a qualidade e a valorização da erva- mate, que busca fortalecer a cadeia produtiva a partir da estruturação do setor turístico baseado na árvore e bebida símbolo dos gaúchos. Para isso, serão realizados trabalhos em cima das potencialidades dos dois municípios - e dos polos ervateiros - na área turística.

Conforme o prefeito de Ilópolis, o objetivo é mobilizar os produtores e agroindústrias e fazer com que os turistas conheçam por meio deles a história da erva-mate no município. "Nosso município tem um produto diferenciado graças ao trabalho do nosso povo. São as pequenas propriedades que produzem a erva-mate e queremos mostrar isso aos visitantes."

Para o presidente do Instituto Brasileiro de Erva Mate (Ibramate), Alberto Tomelero, o acordo firmado entre os dois municípios é um grande passo para o Estado e vai beneficiar toda a cadeia de erva-mate. Ele vai aproveitar a Rota da Erva-mate - que passa por oito municípios do Vale do Taquari - e as atrações turísticas já existentes nos polos de produção. Destaca que o produto é comercializado e consumido fora do Estado e do país em diferentes formas - desde o tererê, chás e cosméticos -. "Pessoas de todo o Brasil têm interesse em saber como é a produção. E para quem é de fora vai ser um grande atrativo."

Vale da Erva-mate

Atualmente, de acordo com os dados do Instituto Brasileiro de Erva-mate, cinco cidades do Vale do Taquari estão entre as dez principais produtoras do Estado. Ilópolis é o principal município gaúcho, e produz 66 mil toneladas, 22% de toda a produção.

Ele abriga 34 agroindústrias e 700 propriedades rurais. "Praticamente todas elas produzem a erva. Não é à toa que tornou-se a principal atividade econômica do município, gerando emprego e renda", destaca o prefeito Edmar Pedro Rovadoschi.

Desde 2003, Ilópolis abriga a Festa da Erva-mate (Turismate), que celebra e valoriza a cultura da produção. A 9ª edição do evento será realizada entre os dias 15, 16 e 17 de novembro, no Parque do Ibama.
Fazem parte da lista das maiores produtoras Arvorezinha, que está em segundo, com 62,4 mil toneladas (21%), seguido por Anta Gorda (5º), 15,3 mil toneladas (5,1%), Putinga (6º), 11,5 mil toneladas (3,9%) e Itapuca (7º), 8,9 mil toneladas (3%). As cinco fazem parte do Polo Ervateiro do Alto Taquari, que corresponde a 60% da produção estadual.

A região também contempla a Rota da Erva-mate, com mais de 60 quilômetros, que reúne as paisagens, gastronomia e arquitetura de Arvorezinha, Ilópolis, Anta Gorda, Putinga, Relvado, Doutor Ricardo, Coqueiro Baixo e Nova Bréscia com a temática da produção.

 

 

Comments

SEE ALSO ...