Geral

Superação, solidariedade e inclusão marcam o Conexões

Evento em prol do Hospital Ouro Branco apresentou atrações artístico-culturais

Créditos: Assessoria de Imprensa
Carolinne e Luana vieram diretamente de São Paulo, para se apresentar no Conexões - Larissa Santos/divulgação

TEUTÔNIA | Superação, inclusão de pessoas com deficiência e idosos e ajuda ao Hospital Ouro Branco (HOB) de Teutônia marcaram o Show Beneficente Conexões 13. Em 2019, com novo formato e com a temática "Cultura da Paz", o evento reuniu centenas de pessoas na Associação Pró-Desenvolvimento do Bairro Languiru durante a última sexta-feira.

Com o objetivo de promover a arte em seus diversos segmentos para a comunidade e ajudar entidades e/ou pessoas que necessitam de auxílio, o Conexões 13 contribuiu novamente com o HOB, por meio da venda de ingressos e produtos comercializados. O evento foi uma realização da professora Sônia Lúcia Gomes, com o apoio da Administração Municipal de Teutônia e Hospital Ouro Branco.

Segundo Sônia, o novo formato superou as expectativas. "Sinto que o dever ainda não foi totalmente cumprido, mas quanto às programações, sim. Agora precisamos fazer o levantamento e ver o quanto de retorno foi possível ao hospital. Esperamos, de alguma forma, ter feito parte da história do Hospital Ouro Branco, por meio da contribuição do Conexões", pontuou.

Das mãos da secretária de Educação de Teutônia, Rosana Schneider Rührwiem, o diretor-executivo do Hospital Ouro Branco, André Lagemann, e o presidente da Associação Beneficente Ouro Branco, Marco Aurélio Weber, receberam o certificado de beneficiado do Conexões 13. Lagemann destaca que o Conexões é uma marca no município e que têm um papel social, artístico e cultural de extrema importância para a comunidade. "Desde o princípio, o evento teve como objetivo ajudar pessoas e entidades. Para nós, receber este auxílio financeiro pela terceira vez é um reconhecimento da responsabilidade e compromisso que nós temos. Agradecemos a professora Sônia e aos artistas que, de forma voluntária, realizam o evento", afirmou.

 

Educação e cultura

O novo formato do Conexões trouxe, para este ano, pela manhã e tarde, o projeto Educação e Cultura. Aproximadamente 1,5 mil alunos, do 1º ao 5º ano, participaram da programação que reunia escolas municipais, estaduais e particulares dos municípios de Teutônia, Westfália, Poço das Antas e Fazenda Vilanova, totalizando cerca de 15 instituições. Peça teatral, coral e contação de histórias e sorteio de livros foram as atrações.

 

À noite

Durante a noite, em torno de 300 artistas pisaram no palco do evento. A programação contou com apresentações do grupo Danças & Ritmos do Centro Municipal de Ensino Fundamental Leonel de Moura Brizola (Cemef), e Grupo Danças & Ritmos da Melhor Idade, ambas as danças sob coordenação da professora Sônia Lúcia Gomes. O título de Capital Nacional do Canto Coral ficou em evidência com a apresentação do Coral Infanto-Juvenil de Teutônia, sob a regência do professor Marlon Gausmann.

O Grupo Performance de Yôga do Cemef e do Centro de Yôga Teutônia teve pela primeira vez a participação de mães de bailarinas do grupo. Bianca e Luana, performaram ao lado de suas mães Mageli da Silva e Carolinne Fachetti, respectivamente. Carolinne e Luana vieram diretamente de São Paulo, para se apresentar no Conexões.

Ainda encantaram a plateia o Grupo de Dança da Apae de Estrela, o grupo Westfälische Tanzgruppe, de Westfália, CTG Pousada dos Tropeiros, de Fazenda Vilanova, o grupo de Capoeira Oxóssi do Cemef, da Melhor Idade e da Escola Modelo Oxóssi, a Cia de Dança Cadica, de Porto Alegre, o Grupo Artístico Envolvimento, de Porto Alegre, e ainda espetáculo de dança fit, zumba e canto.

No final do evento, foi realizada a soltura de uma pomba branca, simbolizando a paz.

 

Diretor-executivo do Hospital Ouro Branco, André Lagemann, e o presidente da Associação Beneficente Ouro Branco, Marco Aurélio Weber, receberam o certificado de beneficiado do Conexões 13 ( Larissa Santos/divulgação)

 

Comments

SEE ALSO ...