Geral

Vacinação contra a gripe encerra para o público geral

Em Lajeado, doses seguem sendo aplicadas somente para grupo que necessita do reforço

Créditos: Kassieli dos Santos
Com o término dos estoques postos encerram campanha de vacinação contra a gripe - Lidiane Mallmann/arquivo

VALE DO TAQUARI | Durante a campanha de imunização, foram aplicadas 89.246 doses da vacina, na população dos 37 municípios do Vale do Taquari, que compõem a 16ª Coordenadoria Regional de Saúde. O que representa que 87,8% da população foi imunizada, conforme dados obtidos no SIPNI - Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações.

Foram três dias de aplicação das doses da vacina para o público geral em Lajeado. A imunização teve início no dia 3 e durou menos de uma semana, devido à rápida procura da população. Conforme a auxiliar enfermagem, que atua na central de vacinas de Lajeado, Caroline Schnorr, as unidades, no município, fazem, neste momento, somente, a segunda dose para crianças de 6 meses a 6 anos de idade.

As estratégias de vacinação priorizaram pessoas dos grupos prioritários, crianças, gestantes e pessoas com comorbidades, que apresentam maior risco de desenvolver complicações graves em decorrência da infecção pelo vírus da influenza. Em nota informativa, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul/Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), em conjunto com o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde do RS (Cosems), orientava que cada município avaliasse a sua cobertura para estes grupos, a fim de assegurar o quantitativo de vacina correspondente ao número de indivíduos não vacinados, considerando a meta de 90% de cobertura.

Conforme a coordenadora do setor de imunizações, Thais Weber Kraemer, a maioria dos municípios da 16ª CRS não possui mais doses disponíveis para a população em geral, contudo, o registro de dados específicos da imunização, em cada local, ainda não foram repassados.

 


Mãe relata dificuldade na obtenção de documento para fazer vacina infantil

O relato da mãe Bibiana Benedet, postado na rede social Facebook, na manhã de ontem, reclama da demora no encaminhamento do cartão do Sus para fazer vacinas de rotina no pequeno João, dois meses. Conforme o relato, a mãe precisou deslocar-se diversas vezes com a criança ao Posto de Saúde do Centro. Ela entrou em contato com a ouvidoria da prefeitura que informou que o atendimento poderia ser feito, somente, na próxima semana, quando o documento estaria disponível.

Segundo Thais, a vacinação de rotina das crianças é feita mediante a apresentação da Caderneta de Vacinação, recebida na maternidade e cartão do Sistema Único de Saúde. Para encaminhar o cartão, a população deve dirigir-se à Unidade de Saúde ou à Secretaria Municipal de Saúde de referência do município de residência. Conforme a auxiliar enfermagem, que atua na central de vacinas de Lajeado, Caroline Schnorr, o documento leva de sete a dez dias para ficar pronto. Conforme ela, faz parte do procedimento que o documento seja encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde. Para fazer o cartão são necessários cópia da certidão de nascimento, RG e CPF, e comprovante fornecido pela agente de saúde, em unidades em que o profissional atue ou comprovante de residência.

No final da tarde, Bibiana recebeu uma ligação da Secretaria da Saúde informando que o cartão do SUS já estava disponível possibilitando que a vacinação seja realizada.

Comments

SEE ALSO ...