Geral

Vacinação contra gripe é aberta para toda população

Primeiro dia de imunização para público-geral registrou filas em Lajeado. Vacinas seguem até acabarem os estoques ou atingir a meta para o público-alvo de 90% de cobertura

Créditos: Cristiano Duarte
- Lidiane Mallmann

LAJEADO | Da porta de entrada no Posto de Saúde do Centro até a metade da quadra da Avenida Benjamin Constant com a esquina da Rua Júlio May uma fila se aglomerava no primeiro dia de vacina contra a gripe para o público geral.

De bebês acompanhados dos pais a adultos com menos de 60 anos, todos buscavam prevenir-se da doença mais comum do inverno por meio da vacinação.

Como fazem há 5 anos, o casal de produtores Moacir Vetorazzi (52) e Berenice Fátima (46) vieram de Pouso Novo para a capital do Vale do Taquari para fazerem a vacina.
"Para nós que trabalhamos no campo, fazer a prevenção é muito válido. A picadinha que dói no braço nos poupa de ficarmos uma ou duas semanas de cama com gripe", conta a agricultora.

Depois de dois anos sem imunizar-se, a subgerente Joice Siegen (33) também resolveu encarar a fila na tarde de ontem para fazer a vacina da gripe.
"Há outros tipos de vírus da gripe que a gente corre risco de pegar. Vim me prevenir", conta.

O autônomo Edelmir Mathias (59) também recorreu ao posto de saúde do Centro para fazer a vacina.
"É importante se imunizar. Nunca tive nenhuma reação alérgica. Simplesmente a gripe não me pega com a vacina", relata.


Reação alérgica

Depois de uma reação alérgica no ano passado que a deixou por dois dias de cama, a dona de casa Ivete Maria (45) decidiu não fazer a vacina. Porém, levou o filho Bruce Gabriel (14) para fazer a imunização.

"Fiquei com receio de fazer vacina neste ano. Tive um efeito contrário no ano passado que me paralisou. Tive que ir para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e receber uma vacina para reverter a vacina contra gripe. Mas meu filho reage bem a imunização", conta.

Segundo a técnica em enfermagem Bianca Gonçalves (33), são raros os casos como o de dona Ivete.

"A única contraindicação da vacina é para pessoas alérgicas a ovo", ressalta.


Prioritários

No Vale do Taquari a meta de vacinação contra a gripe para grupos prioritários não foi atingida. Depois de cerca de 50 dias da campanha que iniciou no dia 10 de abril, segundo a 16ª Coordenadoria Regional de saúde (16ª CRS) apenas 837% da população foi imunizada. O montante representa 84,9 mil doses de vacinas aplicadas. A meta estipulada pelo Ministério da Saúde foi de 90% da população-alvo.

Na região, apenas Paverama e Santa Clara do Sul alcançaram os parâmetros estabelecidos pelo governo federal. 

A campanha para os três grupos prioritários _ gestantes, crianças e doentes crônicas _ segue na região até acabar o estoque da vacina ou em caso de a meta ser atingida. A 16ª CRS salienta a importância de crianças vacinadas contra a gripe pela primeira vez neste ano precisam receber a segunda dose num prazo de 30 dias.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, até a última sexta-feira (31), 20$ do público-alvo ainda não estava imunizado no país. São necessários mais quase 12 milhões de imunizações para que a meta de 90% do governo seja cumprida. A campanha nacional segue até que as doses acabem.

O coordenador interino da 16ª CRS, Sérgio Schmidt, estima que até o fim deste mês a campanha de vacinação já tenha atingido a meta.

"Estamos em cerca de 85% do estipulado. É normal que nesse período do ano não tenhamos alcançado ainda a meta. Mas a região tem se saído muito bem nessa campanha", afirma ele.

 

Crianças

A meta da campanha de vacinação para crianças foi atingida no seguintes municípios:
Canudos do Vale
Doutor Ricardo
Ilópolis
Lajeado
Muçum
Nova Bréscia
Paverama
Pouso Novo
Roca Sales
Santa Clara do Sul
São José do Herval.


Gestantes

Quinze municípios da região atingiram ou superaram os 90% do público prioritário da imunização de gestantes .
Arroio do Meio
Bom Retiro do Sul
Boqueirão do Leão
Canudos do Vale
Coqueiro Baixo
Doutor Ricardo
Imigrante
Muçum
Nova Bréscia
Paverama
Progresso
Relvado
Santa Clara do Sul
São José do Herval
Teutônia


Crônicos

Para pessoas com doenças crônicas a meta foi alcançada em 12 cidade do Vale do Taquari.
Arroio do Meio
Colinas
Forquetinha
Ilópolis
Marques de Souza
Paverama
Poço das Antas
Putinga
Roca Sales
Santa Clara do Sul
Travesseiro
Westfália


Para trás

Ficaram abaixo da meta nos três grupos as seguintes cidades.
Capitão
Cruzeiro do Sul
Encantado
Estrela
Fazenda Vila Nova
São Valentim do Sul
Sério
Taquari
Vespasiano Corrêa

 

 

Comments

SEE ALSO ...