Geral

Vândalos depredam mudas do Lajeado Mais Verde

As 65 plantas foram pisoteadas, quebradas e arrancadas na Avenida Benjamin Constant

Créditos: Jean Peixoto
Vandalismo: depredação das 65 mudas ocorreu entre a noite de domingo e a madrugada de ontem - Jean Peixoto

Lajeado - O projeto de um horizonte mais verde terá que esperar. Ao menos no trecho da Avenida Benjamin Constant que divide os bairros Moinhos D'Água e Bom Pastor, onde 65 mudas de árvores e suas hastes de suporte foram encontradas depredadas na manhã de ontem. Os cerca de 1,4 quilômetro da Benjamin, compreendidos entre as avenidas dos Ipês e Aury Stürmer, onde aconteceu a destruição, foram contemplados pelo projeto de arborização urbana Lajeado Mais Verde, em dezembro do ano passado. Mais de cem foram plantadas no local, com espécies nativas como goiabeira-serrana, grumixama, araçá, araçá-pitanga, ipê-amarelo, olho-de-pomba e quaresmeira, e espécies exóticas, como extremosa e escova-de-garrafa.

A mudança na paisagem foi percebida por um morador que trafega diariamente pela via. "Ontem eu passei pela avenida em torno das 17h e estava tudo normal. Hoje de manhã, quando ia para o trabalho, estava tudo destruído", relata Rodrigo de Souza Lopes (38), o taquariense que, há três anos, se mudou com a esposa e o filho para o Moinhos D'Água. "Eu penso no futuro. Essas árvores poderiam se tornar um cartão postal para a cidade, além de melhorar a qualidade de vida, já que, hoje em dia, nós vivemos praticamente só no meio do concreto."

O secretário municipal do Meio Ambiente (Sema), Luís Benoitt, também lamenta. "É uma pena quando vemos um investimento público no meio ambiente sendo destruído desta forma. Ficamos muito tristes. É recurso da comunidade investido nas mudas, e também o tempo de servidores envolvidos no projeto que é desperdiçado. E o pior de tudo é o crescimento das plantas: é praticamente um ano de desenvolvimento jogado fora." Uma equipe de técnicos da Sema esteve ontem no local para fazer um levantamento inicial de quantidade de mudas depredadas e do prejuízo causado. O grupo avalia quantas são as mudas necessárias para reposição e a melhor época para o plantio.

Comments

SEE ALSO ...