Geral

Vereador de Lajeado protocola denúncias no Ministério Público

Sérgio Kniphoff acusa que servidores públicos estariam executando trabalhos para os quais empresa fora contratada

Créditos: Cíntia Marchi
- Divulgação
Lajeado - O vereador Sérgio Kniphoff (PT) protocolou, na quinta-feira, no Ministério Público (MP) as "provas" que colheu sobre possíveis irregularidades envolvendo a Prefeitura de Lajeado e a empresa que executa recuperação de pavimentações asfálticas, construção de ciclovia e calçadas. Ele acredita ter amostras suficientes para que o Ministério Público acolha as denúncias. "Existem indícios muito claros de irregularidades.
O que está em discussão é a ação conjunta dos funcionários da prefeitura e da empresa contratada", comenta. Kniphoff diz que aguarda agora algum tipo de manifestação da promotoria. "Lamento tudo isso, não gostaria de estar tendo que fazer isso", acrescenta.

O vereador, usando fotos e vídeos, mostra servidores públicos e empregados da empresa contratada dividindo trabalhos nos canteiros de obras. Kniphoff questiona esta conduta, uma vez que a prefeitura paga pela execução do serviço. "Não está no contrato que deveria existir uma complementação de trabalho". Para embasar sua argumentação, o parlamentar usa cláusula do contrato que diz que integram o objeto "a mão de obra, equipamentos, ferramentas, utensílios e transporte necessários à execução do trabalho [...] sem quaisquer ônus ou solidariedade por parte da Prefeitura Municipal de Lajeado".

O vereador acrescenta ainda que na planilha de custos do contrato o pacote inclui a massa asfáltica usada para os reparos e, mesmo assim, a prefeitura estaria comprando o produto. "No trecho da ciclovia da Rua Santos Filho, no Parque dos Dick, a empresa cobra 75 toneladas de asfalto para realizar obra num trecho de 500 metros de comprimento e 1,7 metros de largura", acrescenta. O contrato de construção de ciclovias e calçadas totaliza R$ 794,7 mil. O vereador Mozart Lopes, ex-secretário de Obras e Serviços Urbanos, explicou em entrevista ao O Informativo, na terça-feira, que em relação ao Parque Professor Theobaldo Dick, conforme fotos apresentados por Kniphoff, a responsabilidade era da prefeitura. De acordo com Mozart, o petista "misturou" contratos, não deixando claro ao que se refere cada um.

Comments

SEE ALSO ...