Grêmio

Grêmio não acredita mais no jogo limpo da Conmebol

Após problemas com a confederação, equipe devolve o documento de fair play

Créditos: Da redação
Presidente Romildo Bolzan Júnior devolve documento

Porto Alegre - Depois do julgamento do Tribunal de Justiça da Conmebol desfavorável ao Tricolor, a primeira ação do presidente Romildo Bolzan Júnior foi a devolução do documento de fair play. Nele, os representantes das equipes semifinalistas haviam acordado que disputariam essa fase da competição jogando limpo e respeitando o regulamento. Após os atos do técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, que não foram punidos conforme pensava a diretoria gremista, o mandatário entende que o que estava escrito no documento não condiz com o acordo entre os quatro clubes e a Conmebol. Ainda acreditando na reversão da sentença favorável aos argentinos, os advogados da equipe gaúcha protocolaram um último recurso à Câmara de Apelação, pedindo que seu adversário perca os pontos e a vaga na final pelo ocorrido.

Comentários

VEJA TAMBÉM...