Grêmio

Renato Portaluppi mantém soberba após derrota contra o Bahia

O Tricolor está na 18ª colocação do Brasileirão, na zona de rebaixamento

Créditos: Guilherme Rossini
Grêmio segue com apenas uma vitória no Brasileirão - Lucas Uebel/Grêmio/divulgação

SALVADOR | Na noite de sábado, o Grêmio enfrentou o Bahia, comandado por Roger Machado, e se deu mal na sétima rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, com alguns desfalques, o Tricolor não conseguiu superar os baianos e foi derrotado por 1 a 0 no Estádio de Pituaçu, em Salvador. Porém, mesmo na 18ª colocação do Brasileirão, na zona de rebaixamento, com apenas cinco pontos em sete jogos, o treinador da equipe, Renato Portaluppi, repete o mesmo discurso de outros momentos, onde coloca seu time, apesar da péssima campanha, como "melhor futebol jogado no Brasil."

Com isso, restam apenas dois jogos do Campeonato Brasileiro até a parada para a Copa América. O Tricolor jogará contra Fortaleza, em casa, e Botafogo, no Rio de Janeiro. Nessas duas partidas, o Grêmio precisa desesperadamente vencer, para não ficar na zona de rebaixamento por mais de um mês, enquanto o Brasileirão não volta a ser disputado. O treinador ainda terá que conviver com o risco de perder seu melhor jogador, Everton, para o futebol europeu neste período.

 

O jogo

Na primeira parte do jogo, Bahia e Grêmio apresentaram uma disputa com muita marcação e raras chances de gol. A melhor oportunidade foi do time gaúcho, quando em um contragolpe, Capixaba cruzou e Pepê bateu forte, mas Douglas salvou. Assim, a etapa inicial terminou empatada em 0 a 0.

No segundo tempo, o Bahia voltou melhor e, logo aos nove minutos, abriu o placar de pênalti, com Fernandão. A penalidade foi cometida por Geromel, que acabou tocando com a mão na bola na finalização de Arthur. Com o 1 a 0 para os mandantes, o Grêmio avançou, enquanto o Bahia seguiu apostando nos contra-ataques. No entanto, apesar de uma ótima oportunidade perdida por Montoya, onde Gregore salvou em cima da linha, os baianos seguraram o resultado e venceram por 1 a 0.

Comments

SEE ALSO ...