Inter

Gestão Piffero no Inter sofre investigação

Mandado de busca e apreensão é efetuado por suspeita de desvio de dinheiro no mandato do ex-presidente, entre 2015 e 2016


- Ricardo Duarte/Inter/divulgação


Porto Alegre - Crimes como apropriação indébita, estelionato, organização criminosa, falsidade documental e lavagem de dinheiro durante o mandato de Vitório Piffero, entre 2015 e 2016, estão sendo investigados na Operação Rebote. Com isso, o Ministério Público (MP) cumpriu na manhã de ontem, 20 mandados de busca e apreensão em investigação de apropriação e desvio de valores na gestão do ex-presidente do Internacional. Além do mandatário, também está sendo investigado Pedro Affatato, que ocupava a vice-presidência do clube e das finanças.
A principal fonte das fraudes e do desvio de dinheiro, segundo o MP, ocorreu a partir da retirada de valores da tesouraria por Affatato. Chamados de "adiantamentos", esses valores serviriam, em teoria, para o pagamento de obras para empresas de construção civil e prestação de serviços. Ao todo, foram em torno de R$ 10 milhões desviados, entre fevereiro de 2015 e fevereiro de 2016. Um dos 20 endereços em que foi cumprido o mandado de busca e apreensão foram os escritórios da agência de viagens Piratini, que era contratada pelo clube para realizar os deslocamentos aéreos desde 2003. Os agentes do MP chegaram a agência, situada na avenida Alberto Bins, em Porto Alegre, pelas 8h. Por conta da Operação Rebote, eles saíram de lá, após mais de duas horas no prédio, com várias caixas de documentos.
Vitório Piffero alega que a situação é lamentável, pois mesmo após tudo que fez pelo clube, entende que é um absurdo ser tratado assim pelo próprio Inter. Contudo, ele espera esclarecer essa situação o mais breve possível com o Ministério Público, pois enfatiza que, se depender do Internacional, ele será declarado culpado das acusações.

 

Lista dos investigados (MP)
Alexandre Silveira Limeira
Carlos Capparelli Pellegrini
Emídio Marques Ferreira
Marcelo Domingues de Freitas e Castro
Pedro Antonio Affatato
Vitorio Carlos Costi Piffero
Outros investigados: empresários de futebol; pessoas de empresas de construção civil, de turismo e contabilidade

Comentários

VEJA TAMBÉM...