Internacional

Fórum Mundial buscará alternativas para garantir água a futuras gerações

O lema principal da campanha é compartilhar água


- Lidiane Mallmann/arquivo O Informativo do Vale

Brasília - Essa é a primeira vez que o Fórum Mundial da Água será sediado em um país do Hemisfério Sul; dentro de cem dias, o evento ocorre em Brasília, e deve reunir em torno de 30 mil pessoas. O lema do encontro mundial é compartilhar água, e vai buscar soluções para os principais problemas sobre recursos hídricos.

Também pela primeira vez, o Fórum Mundial da Água se propôs a ouvir as pessoas que estejam interessadas em colaborar e influenciar as discussões. Foi criado o canal Sua Voz (Your Voice) no site do fórum como uma plataforma para todos que queiram participar com ideias, sugestões e propostas. Já na primeira rodada, entre 13 de fevereiro e 23 de abril, mais de 20 mil visitantes passaram pelas salas de discussão, deixando mais de 500 sugestões.

A plataforma ficará aberta até janeiro próximo para uma próxima rodada de discussões e a a inovação deste fórum vai focalizar especificamente os objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela ONU na Agenda 2030. Desse modo, os debates dentro das seis salas do canal deverão abordar o desenvolvimento sustentável sob diversos pontos de vista.

O fórum foi realizado pela primeira vez em 1997, pelo então recém-criado Conselho Mundial da Água (com sede permanente na cidade de Marselha, na França). O evento ocorre a cada três anos. Ao todo, já ocorreram sete edições do evento na África, América, Ásia e Europa.

O tema água foi dividido em cinco eixos: Processo Temático, Processo Regional, Processo Político, Grupo Focal de Sustentabilidade e Fórum Cidadão. Os outros quatro temas são: Desenvolvimento, Ambientes Urbanos, Ecossistemas e Finanças.

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...