Internacional

Lady Di, os 20 anos da morte de uma princesa que comoveu o mundo

Recente documentário fala do legado e personalidade da princesa

Créditos: Agência Brasil
- Divulgação/ British Monarchy

Reino Unido - Os príncipes ingleses William e Harry lembram nesta quinta-feira (31), de forma privada, sua mãe, a princesa Diana de Gales, cuja morte ocorrida há 20 anos comoveu o mundo e mergulhou o povo britânico em um luto coletivo sem precedentes na história do Reino Unido. A informação é da EFE.

Os príncipes, netos da rainha Elizabeth II, decidiram passar esta data recolhidos, após homenagear sua mãe em um recente documentário no qual falaram de seu legado e personalidade, e mostraram fotos inéditas da família.

Muitos britânicos se aproximaram hoje do Palácio de Kensington, onde a princesa residia em Londres, para depositar flores, cartões e ursos de pelúcia, como forma de manter vivo o seu legado de solidariedade e de lembrar sua influência no reinado de Elizabeth II.

Neste dia, não foram tantos os objetos pendurados nas grades do palácio em comparação com 31 de agosto de 1997, data da morte de Diana, quando os jardins da residência se transformaram em um oceano de flores.

Além do mito

Há 20 anos o Reino Unido amanheceu com a notícia da morte de Diana - divorciada do príncipe Charles e herdeiro da coroa britânica - em um acidente de carro em Paris, quando viajava com seu namorado na época, o empresário egípcio Dodi al Fayed, que também faleceu.

A tragédia ocorreu na Ponte de l'Alma, quando o carro que transportava a princesa trafegava em alta velocidade em uma tentativa de escapar da perseguição agressiva dos fotógrafos paparazzi. A notícia do acidente, no qual também morreu o motorista Henri Paul, chegou ao Reino Unido por volta de 1h (horário local), quando a princesa ainda estava com vida e hospitalizada, mas sabia-se que ela tinha sofrido ferimentos muito graves na cabeça.

A confirmação da sua morte chegou cerca de duas horas depois através de fontes reais, enquanto William e Harry passavam férias com seu pai, o príncipe Charles, e seus avós - a rainha Elizabeth II e o duque de Edimburgo - no castelo escocês de Balmoral.

Até o dia do funeral, em 6 de setembro de 1997 na Abadia de Westminster, o Reino Unido viveu seis dias que transformaram a monarquia, que era vista como distante e fria.

Relembre a homenagem de Elton John, durante o funeral da princesa:

Comentários

VEJA TAMBÉM...