Internacional

Pílula do câncer começa a ser vendida nos EUA mês que vem

Brasileiros poderão comprar a substância pela internet


- divulgação

Mundo - O medicamento conhecido como pílula do câncer recebeu autorização para ser fabricado e vendido nos Estados Unidos, como suplemento alimentar.

 

O medicamento à base de fosfoetanolamina foi desenvolvido no Instituto de Química da USP de São Carlos, no interior de São Paulo. Em abril de 2016, uma lei permitiu a comercialização do medicamento; porém, dois meses depois, o Supremo Tribunal Federal proibiu a venda porque os estudos feitos não comprovaram sua eficácia.

 

Novos testes foram realizados em voluntários no Instituto do Câncer de São Paulo, e um outro produto à base de fosfoetanolamina está sendo produzido nos EUA, que começa a ser vendido no mês que vem, e poderá ser comprado por brasileiros pela internet.


O suplemento não promete a cura da doença. A indicação é feita para aqueles que querem ter seu organismo mais adaptado, regulado, com a reparação tecidual em dia. O criador da pílula, o químico Gilberto Chierice, é contra o suplemento, e defende que o produto seja aprovado como medicamento aqui no Brasil.

Comentários

VEJA TAMBÉM...