Lajeadense

Dia de clássico!

Lajeadense e Guarani-VA jogam pela liderança no Estádio Alviazul

Créditos: Helena Baségio
EXPECTATIVA: treino apronto encerra a preparação para o clássico - Lidiane Mallmann/divulgação

Lajeado - O confronto entre Lajeadense e Guarani de Venâncio Aires já nasceu como um clássico. Depois de alguns duelos oficiais, a rivalidade se acentuou e tornou especial cada encontro entre ambos. Hoje, o Alviazul lajeadense o rubro-negro da cidade vizinha voltam a se enfrentar, para um jogo repleto de atrativos.


A partida é válida pela Divisão de Acesso. Começa às 20h, no Estádio Alviazul e coloca em disputa a liderança da chave A do campeonato. O Lajeadense lidera a chave, com 12 pontos. O oponente é o segundo colocado, com dez. Se vencer, o time de Serginho Almeida abre boa vantagem e fica cada vez mais perto da classificação para a segunda fase. Caso o Guarani vença, tomará para si o primeiro lugar.


O técnico Serginho Almeida não tem problemas para escalar a equipe e conta com os retornos e Max e Iago, que se recuperaram de lesão.


Boa procura


Leandra De Nez, que integra a direção do Lajeadense, está otimista com a presença de público no jogo desta noite. "A venda antecipada está bombando", comemorou.


Os torcedores podem comprar os ingressos de forma antecipada, com um valor menor, nos seguintes pontos de venda: em Lajeado, no Restaurante D'Front, DMF Esportes, CT Florestal e Lá Mafia Barbearia; em Arroio do Meio, na Bruxelas e Ritts; em Estrela, no Cavalheiros Bier; em Cruzeiro do Sul, no Supermercado Languiru; e em Teutônia, no Supermercado Languiru.


Anntecipados, os preços são de R$ 15 para acesso às arquibancadas e R$ 25 para cadeiras. Nas bilheterias da Arena Alviazul, no dia do jogo, os ingressos custarão R$ 20 para arquibancada e R$ 30 para cadeiras.


Mulheres não pagam, mas devem levar um quilo de alimento perecível para terem acesso ao estádio. Sócios em dia não pagam.


Campanha de sócios


A campanha de sócios também está sendo intensificada pelo lajeadense. Os torcedores podem optar por uma das quatro categorias oferecidas: Sócio Ouro, com custo de R$ 50 mensais e acesso liberado para as cadeiras em todos os jogos; Sócio Prata, custo de R$ 30 mensais e acesso liberado para as arquibancadas em todos os jogos; Sócio Feminino, R$ 20 mensais e acesso liberado para as arquibancadas em todos os jogos; e Sócio Contribuinte, R$ 15 para torcedores com idade entre 12 e 18 anos acessarem o estádio em todos os jogos.


Os pagamentos podem ser realizados por meio de boleto bancário antecipado, boleto bancário trimestral e também cartão de crédito. A cada cinco mensalidades, a sexta é gratuita.


Além disto, a direção anuncia promoção para quem se associar até esta quinta-feira. Se pagar a semestral antecipadamente, o ganha um par de chinelos personalizados do clube. O pagamento anual dá direito a dois pares de chinelos.

 

Campanha


A excelente campanha do Lajeadense na fase de classificação da Divisão de Acesso é surpresa para imprensa, torcida e especialmente, para os adversários. Porém, não o é para os envolvidos no trabalho exitoso desenvolvido no clube. Segundo o atleta Cristiano, desde o dia da apresentação, o técnico Serginho pediu que eles se sentissem como os melhores do Estado. "Foi uma forma de passar energia, levantar a autoestima. Podemos até não ser os melhores, mas este é o pensamento que nos une e nos motiva", revelou.


Para que o astral e o ambiente fiquem ainda melhores no Lajeadense, falta um detalhe: marcar gols e ganhar em casa. Nas duas partidas que o Alviazul jogou diante do torcedor, foram dois empates, sem gols. Cristiano pensa que está na hora de mudar isso. "O Serginho nos tirou esta pressão da obrigação de ganhar em casa. Pediu que continuemos jogando, pois o objetivo será alcançado ao natural. Mas queremos muito fazer gols para retribuir o apoio que recebemos da torcida", afirmou.


O meia reconhece que nas partidas que o Lajeadense atua como mandante, tem encontrado mais dificuldades. "Justamente por causa da nossa boa campanha, os adversários nos enfrentam com mais cuidados. Eles sabem que se jogarem abertos, nós faremos gols. O clássico de hoje é um jogo com uma atmosfera diferente. Marcar dois gols em São Gabriel, por exemplo, foi muito bom, mas fazer gols seria muito especial", encerrou.

CRISTIANO: grupo vive a expectativa de marcar o primeiro gol em casa

Comments

SEE ALSO ...