Colunistas

Gramadenses querem unidade do Ceat

A qualidade do modelo de ensino do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat) é o que motiva um grupo de lideranças de Gramado a atrai-lo para a cidade


Melhorias à vista
Os cerca de R$ 3,5 milhões obtidos pelo Sesi com a venda do imóvel do Centro de Lajeado (adquirido pelo Supermercado STR) serão totalmente investidos na unidade localizada no Bairro Universitário. A garantia é do superintendente do Sesi no RS, Juliano Colombo. "O que será feito será discutido a partir de janeiro, levando em consideração as necessidades da unidade para a melhoria na prestação de serviços", disse em entrevista à coluna. A construção de um ginásio é uma das possibilidades.
Antes de colocados em prática, os projetos precisam ser validados junto ao Conselho Consultivo do Sesi, formado por empresários da indústria de Lajeado e região.

Em tempo
O Sesi opera em Lajeado desde 1995. As instalações oferecem estrutura própria para atendimento nas áreas de educação e saúde aos trabalhadores das indústrias. O local tem hoje 1.964 m² de área construída, campos de futebol e uma extensa área verde, que somados ao prédio chegam a 37 mil m² de área total.

 

Postes pelo RS
A Certel Artefatos de Cimento encerra o ano com a assinatura de um novo contrato para venda de postes para a RGE Sul, empresa da CPFL Energia, o maior grupo privado do setor elétrico brasileiro. Desta vez, o maior já consolidado entre as partes. A indústria teutoniense vai fabricar 28 mil postes para a distribuidora de energia, a qual é responsável pelo fornecimento de 30% da energia consumida no Rio Grande do Sul.
O contrato tem vigência de dois anos e prevê entregas mensais de postes com altura variando entre nove e 13 metros.

 

Interesse gramadense
A qualidade do modelo de ensino do Colégio Evangélico Alberto Torres (Ceat) é o que motiva um grupo de lideranças de Gramado a atrair o educandário para a cidade serrana turística mais famosa do Rio Grande do Sul. Um grupo de pessoas do município, juntamente com representantes da Prefeitura de Gramado, já visitou e conheceu a estrutura daqui e oficializou o interesse para a instalação da escola privada que atenda as demandas de Gramado e Canela.
Por enquanto, não há nenhuma definição por parte do Ceat. Apenas está aprovada a realização de um estudo para 2018, a fim de avaliar a viabilidade operacional e econômica.

A propósito
O Ceat finalizou o ano com 1.131 alunos em Lajeado e 251 em Roca Sales. A previsão é ampliar esse contingente no saldo entre formandos do Ensino Médio, transferências e novas matrículas, batendo recorde de estudantes na instituição de ensino. A estrutura de Lajeado é de 15 mil m² de área construída.


Nova filial em obras
Está prevista para meados de julho de 2018 a inauguração da nova filial da Rede Imec. O supermercado do Bairro Montanha está com 40% da obra concluída e, quando pronto, promete ser um conceito a ser seguido nos projetos de expansão pelo Estado. O modelo premium foca no visual mershandising, buscando uma comunicação mais direta e personalizada com os clientes.
A loja terá 1.554 m² de área de vendas, em torno de cem vagas de estacionamento e deve gerar a abertura de 100 vagas de emprego. O público-alvo das vendas são os moradores do Montanha e outros dez bairros mais próximos. A estrutura do prédio prevê dois acessos, pelas ruas Irmando R. Weisheimer e Rua Nicolau A. Junges.

A propósito
O Grupo Imec já tem mais investimentos confirmados para 2018. No primeiro trimestre começa a reforma da filial do Bairro São Cristóvão, a qual deve ser entregue até novembro. A unidade será ampliada e terá como um dos principais diferenciais a construção de estacionamento em dois níveis, com todas as vagas cobertas.


Energia solar
A Certel instalou uma usina solar junto à sede administrativa da cooperativa, em Teutônia. Numa área de 204 m² e com investimento de R$ 80 mil, a usina é formada por 78 módulos fotovoltaicos policristalinos. Possui potência de 20,67kWp (quilowatt pico), capacidade de gerar mensalmente 2.400 kWh (quilowatt/hora), com energia limpa e renovável para 20 pessoas.
E, com o objetivo de incentivar o aproveitamento da geração fotovoltaica também pelos associados, a cooperativa lançará em breve o Projeto Luz da Natureza. Através dele serão abertas visitações com o intuito de que o quadro social entenda melhor as suas vantagens e o funcionamento.

 


Simone Rockenbach

Comentários

VEJA TAMBÉM...