Colunistas

Gratidão

Amigo leitor, com certeza faltará espaço para tantas vezes eu repetir: "Obrigada! Obrigada! Obrigada!"


Como todos já devem saber, eu fui a escolhida para ser a patrona da 12ª Feira do Livro de Lajeado, cujo tema foi "Com a palavra a mulher!" A impressão que dá é que estou um pouco anestesiada com toda essa situação. Parece que não fui eu que vivi tudo isso e continuo colhendo os frutos. Parece que, de repente, vou acordar e ver que nada passou de um sonho.

Amigo leitor, com certeza faltará espaço para tantas vezes eu repetir: "Obrigada! Obrigada! Obrigada!" Obrigada, sim, pela valorização, por ter sido merecedora desta honraria. Talvez gratidão fosse até pouco eu dizer pelo tudo que vivi, ouvi e vi nessa feira. Foram impressionantes os encontros com os alunos. Eu respirei respeito, alegria, participação durante todos os três momentos. Poder apreciar aqueles sorrisos, receber cada abraço carinhoso, sem contar a participação ativa dos alunos de diversas escolas do nosso município.

Ser o rei ou a girafinha das historinhas, e encontrar minhas ex- alunas, hoje professoras, foi um presente muito especial. Na época em que fui professora delas, eu tinha mais agilidade e era um tanto mais jovem, mas penso que isto não atrapalhou muito, pois tudo foi gratificante por demais.

Devo fazer um registro especial, em meus muitos agradecimentos, primeiro à Comissão Organizadora pela indicação do meu nome e também às meninas do Sesc - Lajeado. Estas, sim, são merecedoras de muitos aplausos, abraços... Elas são de uma gentileza ímpar; estavam sempre presentes, na retaguarda, dando assistência e suporte em todas as atividades. Me senti acarinhada pela mulheres do Sesc. O lema da feira, como já escrevi, foi "Com a palavra a mulher!" Mas poderemos também dizer, nos referindo ao trabalho executado: Com o trabalho da mulher! Abraçando a gerente, Betina Durayski, abraço todas pelo apoio dado, pois com muita cordialidade e simpatia, tornaram meu trabalho mais compensador. A emoção foi grande e eu parecia como uma mãe, sendo paparicada por suas filhas.

Caro leitor, também tenho que fazer um agradecimento pelo carinho recebido de tantas pessoas amigas; pelas inúmeras mensagens de incentivo e de felicitação pela escolha do meu nome. Um obrigada a Deus por ter permitido que eu vivesse cada instante tão intensamente, por ter conseguido ser eu plenamente.

Sei que na vida tudo passa, mas com certeza o que vivi ficará marcado para sempre em minha memória e também na memória dos meus familiares.

Existe uma passagem bíblica de que gosto muito que diz: "Tudo na vida tem seu tempo!" E neste tempo da vida há tempo para tudo e, hoje, meu tempo, aqui nesta página, foi para agradecer a tudo e a todos que fizeram destes dias, algo inesquecível na minha existência.

Paz e bem sempre
Homenageio, hoje, meu companheiro de Academia Literária, Osmar Agostini, que aniversaria amanhã. Abraço, com carinho, Ivanete Fracaro, que aniversaria na quarta-feira; Marta Soletti e minha cunhada Glaci, aniversariantes de quinta-feira, e no dia 27, minha prima Solange Brandt. Felicidades, gente boa!

 

Comentários

VEJA TAMBÉM...