Colunistas

Ouvido cansado

Créditos: Nara T. Knaack

Hoje preciso falar que não aguentamos mais atender o telefone e ouvir do outro lado o oferecimento de um plano de uma determinada operadora; quem sabe o anúncio de um suposto sequestro; também o aviso do recebimento de um bom dinheiro, mas os beneficiados são sua mãe, seu esposo, estes já falecidos. Às vezes, chamam e, quando atendemos, desligam. Não satisfeitos, esses chatos, ligam a qualquer hora e para o telefone fixo e celular. Em certas ocasiões, as ligações extrapolam, chegando ao cúmulo de serem em torno de dez vezes!

Amigo leitor, por favor, isto está demais! Não há quem aguente tamanha chatice! Essas pessoas não respeitam nossa privacidade, ligam a qualquer hora, sem imaginar o que possa estar acontecendo em nossas casas. Isto é um absurdo! Fico até com pena das pessoas que se submetem a um tipo de trabalho destes!

Dia desses eu estava na cozinha, onde não tenho bina, e atendi. A pessoa queria falar com meu marido, afirmando que ele teria um dinheiro do Pasep, e, quando disse que ele já havia falecido, continuaram reafirmando esse benefício. No entanto, quando falei que ele só possuíra PIS, desligaram imediatamente. Outra vez ligaram para me dizer que eu teria um dinheiro, como filha, de um certo Montepio, o qual minha mãe deixara de pagar, pois houve a falência da empresa. Os golpistas estão por aí; por isto não podemos acreditar em dinheiro fácil. Temos que estar sempre antenados para não sermos mais uma vítima!

As histórias dos falsos sequestros continuam sendo executadas, pois ainda se ouve sobre esses casos por aí.  Quem será que possui poderes para acabar com isto tudo?  Os seres do bem estão sendo importunados, sem terem onde reclamar! Caso tenham, eu desconheço.

Caro leitor, na semana passada eu fui a bola da vez. Perdi a conta de quantas ligações recebi, mas, simplesmente, eu desligava. Acho ridícula esta postura. Querem, pela insistência, nos fazer de babacas, caindo na lábia de alguns, que usam de artimanhas para ludibriar as pessoas. Às vezes, quem não possui bina deixa de atender alguma emergência pelo simples fato de pensar que possam ser esses chatos. Devo salientar, também, que os sabidinhos mudam os números. E um recado: no dia em que quisermos mudar nosso plano de telefone ou de internet, nós mesmos vamos procurar as operadoras.  E tenho dito!

Paz e bem!
Homenageio hoje a querida leitora e amiga de longa data Sueli Durayski. Abraço as aniversariantes da semana: amanhã, minha ex-aluna Jordana Azevedo; dia 29, a drª. Mari Stela Zen, e dia 30, a ex- colega Geni Moraes, de Estrela.


Nara Knaack

Comentários

VEJA TAMBÉM...